NiTfm live

Decoração

Pilea: conheça a planta viral que está a dominar as tendências de decoração

Não precisa de muita manutenção e adapta-se bem a locais com sombra.
Ambiente cool.

Foi em 1912, na província de Yunnan, na China, que cientistas encontraram pela primeira vez a pilea peperomioides, uma planta com folhas verdes arredondadas e que atinge uma altura máxima de 40 centímetros.

Também conhecida como “planta chinesa do dinheiro” — dizia-se que, quando a planta vingava dentro de casa, era sinal de que o dinheiro estava a chegar —, foi trazida para a Europa na década de 40 pelo missionário norueguês Agnar Espegren.

Com o passar dos anos, a pilea ficou esquecida no mundo da botânica. Contudo, este ano com a China a assinalar o Ano do Porco (representa o final do ciclo de rotação dos 12 signos do calendário lunar) esta planta voltou a ganhar destaque e está mesmo a tornar-se numa das grandes tendências de decoração do momento.

O principal motivo é simples: habituada a crescer em locais húmidos é a planta ideal para termos num apartamento. Segundo a informação que o botânico Anderson Santos deu à edição americana da “Vogue”, a pilea não é tóxica para cães e gatos e vive bem à sombra ou meia-sombra — o clima habitual de uma habitação.

“O máximo de sol que tolera é o do início da manhã, quando é fraco e a temperatura está baixa”, explicou. Nessa altura, antes de almoço, é quando os raios solares indiretos estimulam o crescimento das folhas — já os diretos vão acabar por queimá-las.

View this post on Instagram

Propagating #pileapeperomioides is so fun! 🌿

A post shared by The Potted Jungle (@thepottedjungle) on

Os cuidados com a sua manutenção também são poucos: deve girá-la uma vez por semana para não ficar desequilibrada e limpar as folhas com frequência pois tendem a acumular pó. 

No Instagram já são muitas as pessoas que estão rendidas à pilea peperomioides. O hashtag #pilea já conta com mais de 230 mil citações e até há botânicos, como os da florista francesa Ivy & Green a fazerem coleções desta planta.