NiTfm live

Decoração

IKEA vai ter mais pontos de recolha pelo País

Além disso, a marca sueca de mobiliário pretende abrir um estúdio com atendimento personalizado no Seixal.
Foca-se em cozinhas e roupeiros.

2019 está a ser um ano bem ativo para a IKEA em Portugal. Esta quarta-feira, 4 de setembro, a marca sueca anunciou várias novidades que vão estar espalhadas por todo o País. Uma delas abre em outubro, ainda sem dia marcado, no RioSul Shopping, no Seixal.

Trata-se de um estúdio de decoração, ou seja, um espaço dedicado à planificação de interiores onde os clientes podem desenhar cozinhas e roupeiros de raiz, adaptados às suas necessidades e gostos.

Para isso, o estúdio vai ter uma equipa de profissionais da área que faz atendimento personalizado — o serviço vai funcionar através de pré-reserva naquele espaço ou no site da IKEA.

O formato “Estúdio de Planificação” é um complemento às lojas da cadeia de decoração sueca — a diferença é que não pode levar logo os móveis para casa, visto que lá não há artigos à venda. A IKEA já tinha lançado este conceito em Portugal em 2018, no Forum Sintra, conforme a NiT escreveu na altura.

As novidades, contudo, não se ficam por aqui. A marca de decoração mais famosa do mundo anunciou também a abertura de três pontos de recolha: em Palmela, Castelo Branco e Vila Real — que começam a funcionar a 16 de setembro. Estes espaços servem para que os clientes possam levantar lá as compras feitas online — pagam 25€, independentemente do valor da encomenda.

Até ao final do ano, a IKEA prevê abrir mais 14 espaços em Portugal, desde locais de receção a estúdios de planificação. A empresa sueca chegou ao nosso País em 2004 e tem, ao todo, cinco lojas: Alfragide, Loures, Loulé, Matosinhos e Braga.