NiTfm live

Moda

A antiga top model milionária que agora é sem-abrigo

Nastasia Urbano foi um dos principais rostos de Yves Saint Laurent e um ícone da moda internacional.
As diferenças são muitas.

Um passeio habitual pelo Parque Güell, em Barcelona, mudou para sempre a vida de Nastasia Urbano. Alta, com olhos claros e um longo cabelo castanho escuro, a mulher chamou a atenção de Fabrizio Ferri, um conhecido fotógrafo dos anos 80. Trocaram as primeiras impressões ali, com vista para a cidade catalã, onde Ferri prometeu que iria torná-la num dos maiores ícones da moda, apesar de ter apenas 20 anos.

Não demorou muito tempo até que Nastasia Urbano começasse a pisar as mesmas passerelles internacionais que manequins de topo, como Cindy Crawford e Linda Evangelista. Aliás, foi precisamente com esta modelo canadiana (e com Michele Brooks e Sandra Zatezalo) que Nastasia protagonizou em 1987 o anúncio da marca norte-americana de cosméticos Revlon.

Um ano depois, a manequim suíça que se mudou com um ano para Barcelona, cidade natal dos pais, participou na sua primeira capa da Vogue Espanha. “Fiz todas as revistas, fui amada por todos. Em média, recebia um milhão de dólares por ano por apenas 20 dias de trabalho. Foi assim durante muito tempo”, contou em entrevista ao jornal “Daily Mail”.

Foi nessa altura que a manequim foi chamada para o casting mais importante da sua vida: ser o rosto da icónica campanha do perfume Opium, de Yves Saint-Laurent. Nastasia foi a escolhida entre 100 candidatas.

“Fiz esta campanha na mesma altura que surgiram muitas outras. Viajava por toda a Europa. Era chamada para ir a Londres fazer umas fotos, de lá seguia logo para Paris. Era muito apreciada. Também fui várias vezes a Nova Iorque”, contou em entrevista ao jornal “El Español”.

A primeira capa que fez para a Vogue.

Tudo corria bem na vida da manequim. Ganhava milhões, tinha uma boa casa e estava rodeada, pensava ela, das pessoas certas: “Um dia estava a jantar com Jack Nicholson, no outro com Andy Warhol ou até Roman Polanski. Ia às mesmas festas que Melanie Griffith, Don Johnson ou a dupla Simon e Garfunkel”.

Nastasia acrescenta: “Quase que fui ao casamento de Madonna com Sean Penn. Eu namorava com David Keith na altura e ele foi convidado. Mas no dia acordámos de ressaca e não nos conseguimos levantar. Eu tinha tudo, vivia como uma rainha”.

A campanha para a Ives Saint Laurent.

Nastasia Urbano começou a perder a coroa quando conheceu o atual ex-marido, conhecido apenas por Lobo. A antiga manequim tem algumas fotografias com ele na sua página do Facebook, mas não o identifica. 

“Ele pagava tudo com o meu dinheiro. Conhecia-o há dois dias quando me pediu um BMW e eu, idiota, assinei o cheque. Estava mesmo apaixonada,” disse ao “Daily Mail”. 

Casaram pouco tempo depois e tiveram três filhos: Jaime, Rebecca e Oliver. “A única coisa boa desse relacionamento foram os meus filhos. O resto era horrível”.

A ex-manequim com os três filhos.

Nastasia e Lobo viveram juntos durante cerca de uma década. Nesse período, toda a fortuna que tinha juntado ao longo da carreira foi gasta pelo casal. Vendeu a casa, os carros e esvaziou as contas bancárias. No dia 29 de janeiro deste ano, o jornal “Daily Mail” encontrou-a sentada num banco de jardim em Barcelona. Estava a viver como um sem abrigo.

Na nova vida e aos 57 anos, Nastasia divide as noites entre quartos de pensões baratas e o chão de agências bancárias que têm multibanco aberto durante a noite. “Quero viver, não apenas sobreviver. Estou cansada de andar a pedir dinheiro. As pessoas à minha volta vão-se embora e, sinceramente, já não me surpreende”, contou ao jornal britânico.

Nastasia fotografada pelo “El Periódico”.

Os filhos, ainda adolescentes, parecem estar à margem deste problema, como se percebe nas suas contas das redes sociais. “Quero que eles me vejam bem. Quero recuperar e ficar bem, para que eles tenham orgulho em mim”.

Depois de a história ter sido publicada pelo tablóide esta terça-feira, 5 de fevereiro, um grupo de antigos colegas de Nastasia juntaram-se para organizar uma campanha online de solidariedade. Hernando Herrera, dono de uma academia de modelos em Barcelona, está a coordenar esta ação. 

“Ela ainda pode trabalhar como modelo. Além disso, consegue fazer palestras, conferências ou outras coisas do género”, disse em entrevista ao “Daily Mail”. 

Na data de publicação deste artigo, a campanha já conseguiu angariar 1926€. O objetivo é chegar aos 6000€.