NiTfm live

Moda

Slouchy jeans: as calças de ganga mais populares do novo ano

A peça mais democrática da moda reinventou-se: agora quer-se subida e larga. Super confortável, portanto.
A it girl Alexandra Pereira.

Criados há mais de um século com um propósito puramente laboral, os jeans começaram por ser usados pelos mineiros de Nimes, em França, enquanto eles rastejavam por violentas pedras. Mais tarde, em 1873, um comerciante judeu da Califórnia, Levi Strauss, e o amigo e alfaiate Jacob Davis acabaram por patentear a peça e torná-la num sucesso. O primeiro lote de calças de ganga tinha como código o número 501 — e ainda hoje são o modelo mais famoso da história. 

Usados por homens, os jeans só começaram a ser uma opção para as mulheres em 1940, no decorrer da II Guerra Mundial. Com a partida dos homens para os campos de batalha, elas tiveram de vestir calças para fazer trabalhos que até então não lhes eram destinados.

“A Fúria de Viver”.

Foi nessa altura que a “Vogue” (criada em 1982, em Nova Iorque, EUA) ousou fazer uma campanha com duas mulheres de jeans — deu-lhe o título de “Western Chic”. Quinze anos mais tarde, em 1955, houve o boom das calças de ganga em Hollywood.

James Dean era Jim Stark em “Fúria de Viver”, um jovem rebelde que tentava afastar-se das regras impostas pela sociedade. O look que usava no filme (calças em denim, T-shirt branca e blusão de cabedal) tornou-se rapidamente copiado. Também Marilyn Monroe, em 1962, mostrou uma versão feminina dos jeans em “Os Desajustados”.

Decorria os anos 60 e as calças de ganga tornaram-se num sucesso mundial. Os modelos lançados eram sempre largos. Assim foi até 2000, quando deu-se uma revolução no denim, com assinatura de Hedi Slimane, na altura diretor criativo da Dior Homme.

“Os Desajustados”.

Decidido a dar uma nova (e arrojada) vida à maison francesa, o também fotógrafo de moda criou um modelo de calças super justo. Na época, a proposta pôs Karl Lagerfeld a fazer dieta. O diretor criativo da Chanel, que morreu a 19 de fevereiro de 2019 (leia o artigo da NiT com o perfil do criador), emagreceu 40 quilos só para poder usar as skinny jeans do seu fiel amigo francês.

Nessa altura, a revista “Time” elegeu as calças de ganga como a proposta de moda mais importante do século. O anúncio provocou algum burburinho na indústria: Yves Sant-Laurent assumiu, inclusive, que gostava de ter sido ele a desenhar a peça, defendendo que “os jeans são expressivos e discretos, têm sex appeal e simplicidade”.

Desde aí que o modelo skinny tem sido o mais usado no street style. Contudo, a tendência está pronta para mudar. No final de 2019 surgiram os slouchy jeans que prometem ser as calças em denim mais usadas deste ano.

Ora e o que são? Trata-se de um modelo de cintura subida com inspiração nos anos 80 e 90. A peça tem bastante volume e termina uns centímetros acima da linha imaginária do tornozelo. Todas as fast fashion já apostaram nesta sugestão nas coleções novas — a Zara, por exemplo, até tem uma proposta que está sempre esgotada.

Para investir na tendência, a NiT fez uma seleção de 10 slouchy jeans. Carregue na galeria para conhecer.