NiTfm live

Moda

O novo gótico: a tendência de moda para quem adora vestir-se de preto

Embora o azul-turquesa e o lilás sejam os tons mais influentes de 2020, há alternativas para quem adora cores escuras.
No street style.

Susan Janet Ballion pode não dizer-lhe nada. Mas se falarmos no nome artístico Siouxsie Sioux, rapidamente se lembra da banda pós-punk Siouxsie and the Banshees. A vocalista é considerada uma das artistas mais influentes da sua geração (nasceu nos anos 50) e um ícone do rock nos anos 70 — o grupo acabou por se separar em 1996.

Em palco, Siouxsie aparecia sempre com um visual demasiado carregado, composto totalmente por peças pretas e acessórios a condizer. Graças aos seus looks, tornou-se numa das grandes impulsionadoras do estilo gótico, tal como David Bowie. Em 2013, o cantor filmou, em apenas dois dias, “Love is Lost“, um videoclipe cheio de apontamentos neste género.

Siouxsie Sioux.

Muitas vezes, a moda gótica tem uma conotação negativa e é associada a algo mórbido ou sombrio. Contudo, na realidade, trata-se de um estilo criado no final dos anos 70 muito ligado a manifestações artísticas, estéticas e comportamentais.

Hoje em dia, no street style, sempre que alguém surge todo vestido de preto é automaticamente associado a este género, contudo, nem sempre é propositado. Afinal, o tom é um dos mais democráticos da paleta — e a salvação para os looks do dia a dia quando não temos paciência (nem tempo) para escolher o que vestir.

Este ano, por exemplo, a cor escura está na moda — por outras palavras: “black is the new black”. Por isso, prepare-se para ver uma invasão de looks pretos nas ruas sem que, necessariamente, os fashionistas queiram prestar uma homenagem a Siouxsie Sioux ou David Bowie.

O primeiro sinal de que esta cor ia ser tendência foi dado por Bottega Veneta na Semana da Moda de Paris, em França. Na passerelle, várias manequins desfilaram com outfits pretos da cabeça aos pés. A seguir, marcas como Marc Jacobs ou Chanel também anunciaram o efeito pele… todo ele em escuro. Avisos feitos, foi a vez das fast fashion lançarem centenas de propostas do género.

Para quem não gosta de extravagâncias — e é incapaz de investir no azul-turquesa, a cor dominante da estação —, esta moda muito mais discreta é uma boa alternativa.

A NiT foi à procura das propostas em preto em que deve investir nesta temporada. Carregue na galeria para conhecê-las.