NiTfm live

Moda

Into the hoodie: a história da sweatshirt de capuz

Poucas peças na história da moda fizeram correr tanta tinta como o hoodie. Dos campos de futebol às mais sofisticadas ruas do planeta Terra, conheça os passos e peripécias do item que, hoje domina as ruas.

Vetements Fall 2016

Do mundo desportivo às grandes capitais da moda, a sweatshirt de capuz veste hoje o título de uma das mais icónicas peças do guarda roupa misto. E também uma das mais controversas.

Com um design que pouco ou nada mudou no espaço de um século, a peça foi adoptada geração após geração, assumindo sempre uma postura de outsider da sociedade, e integrando sempre os movimentos de contra-cultura que, ao longo dos tempos, se foram distinguindo.

Do hip hop ao punk, passando pela cultura do skate e dos gangs urbanos, a peça deu voz às mais variadas bandas, tendo sido símbolo de arte, música e rebelião. Paralelamente, e conforme as regras de tudo o que compõe a linguagem cool, tornou-se também código da decadência urbana, chegando mesmo a ser banida de determinados locais públicos.

Assim como as calças à boca de sino nos anos 70, os hoodies, tornaram-se numa espécie de estenografia da alfaiataria da luta social nos EUA dos anos 2010.

Mas a história não começou aí. Bem pelo contrário, a vida do hoodie desde cedo que se faz aos trambolhões, como uma estrela de rock cuja decadência consegue ser, simultaneamente, o cúmulo do cool.

Conheça-a ao carregar na imagem.