Moda

Guia prático para poupar tempo e dinheiro nas compras

Roupas giras e baratas não se encontram só nos saldos, quando as lojas estão cheias. As boas compras podem acontecer durante todo o ano — basta saber fazê-las.

Prepare-se para se tornar uma shopaholic controlada

Quando o cenário numa loja inclui música alta, roupa por todo o lado (jeans no mesmo cabide de um fato de banho, por exemplo), provadores com fila e símbolos de percentagem nos vidros só quer dizer uma coisa: está aberta a época de saldos. Época essa que agora pode acontecer em qualquer altura do ano, fica ao critério da loja. 

Ao contrário do que a maioria das pessoas acredita, não é só nos saldos que se conseguem fazer boas compras. Aliás, é nas alturas de menos confusão que se compram as melhores coisas — sem impulsos, pressas, filas e “eu já tinha visto essa camisola antes da senhora chegar”.

Por isso, com ou sem saldos, o melhor é seguir as nove dicas da NiT para não ceder ao stress de chegar a casa e perceber que, afinal, comprou a peça de roupa errada.

1. Faça uma lista de tudo aquilo que precisa
Bem como do valor máximo que pode dar por cada peça. Isso vai ajudá-la a não dispersar e perder tempo com peças desnecessárias. Onde é que ficam as peças pelas quais se apaixona à primeira vista? Ficam na loja — assuma o compromisso de que só as leva para casa se sobrar dinheiro no final;

2. Veja sempre as lojas online das suas marcas preferidas.
Desta forma consegue ter noção de tudo o que há — em cada site consegue ver em que lojas da marca X há a peça Y;

3. Vá as compras de manhã.
Assim tem a certeza de que a loja está toda arrumada e há os tamanhos todos;

4. Faça uma lista com os dias em que as lojas de que mais gosta recebem coisas novas.
Não tenha problemas em perguntar às funcionárias. Podemos já garantir-lhe que lojas fast fashion como a Zara, Stradivarius e Pull & Bear recebem à quinta-feira;

5. Confirme sempre se as peças não têm defeitos e/ou manchas.
Se já não tiverem etiqueta é provável que sejam artigos já trocados. Ao acontecer peça sempre ao funcionário para arranjar outra;

6. Não compre nada sem experimentar.
Pode achar uma peça incrível que depois de vestida não fica bem. Também pode levá-la para casa sem experimentar, mas se não gostar perde tempo a voltar à loja;

7. Faça contas aos arranjos.
Se o artigo precisar de bainha ou de outro arranjo tenha a certeza que vale a pena comprá-lo ou se ficará a um preço muito elevado para o tipo de peça que é;

8. Assine as newsletters das suas lojas preferidas.
Assim, tem acesso às coleções exclusivas, além de que volta e meia recebe descontos na sua caixa de e-mail e talvez vouchers no dia de aniversário: Sephora, Springfield, The Body Shop, women’secret e Lanidor fazem-no.

9. Veja com atenção a etiqueta.
Em época de saldos, principalmente. É obrigatório que o preço anterior esteja visível para confirmar se realmente está a haver desconto.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo