NiTfm live

Moda

Gucci lança vestido com um útero bordado (e isso irritou muitos clientes)

A peça pertence à coleção "Gucci 2020", apresentada esta terça-feira, 28 de maio, no Museu Capitolini, em Roma.
Durante o desfile.

Quem segue de perto o trabalho de Alessandro Michele, diretor criativo da Gucci desde 2015, sabe que pode esperar de tudo do italiano. O estilista é conhecido pelas coleções excêntricas, que têm sempre uma mensagem cultural e/ou política.

Foi mesmo isso que se passou na passerelle esta terça-feira, 28 de maio, no Museu Capitolini, em Roma. A maison apresentou “Gucci 2020”, uma linha que apela aos direitos e liberdade das mulheres para decidirem sobre o próprio corpo. 

Na verdade, a mensagem dos looks era uma clara referência à nova lei do Alabama, nos EUA, aprovada a 15 de maio, que considera o aborto um crime, sendo que a única exceção é se existir risco para a saúde da mãe.

Para ilustrar a sua indignação perante esta realidade — os médicos que realizarem abortos poderão enfrentar penas de prisão até 99 anos —,  Alessandro Michele criou um vestido com um útero bordado. No lugar dos ovários estão duas flores.

No Instagram oficial da marca foi publicada uma descrição a justificar a escolha. “Esta peça reflete a visão contínua do nosso diretor criativo sobre igualdade e liberdade de expressão. Desde a fundação do ‘Chime for Change’ em 2013, uma ONG dedicada à igualdade de género no mundo, a Gucci comprometeu-se a apoiar vários projetos a favor dos direitos sexuais, reprodução, saúde materna e liberdade de escolha.”

O pormenor do vestido.

Embora o objetivo desta coleção tenha sido bom, não foi muito bem aceite por dezenas de clientes da Gucci, que usaram as redes sociais para mostrarem o seu desagrado.

“Estranho, não gosto”; “Isto é tão desnecessário. Quem é que vai usar isto? Gucci, não é elegante”; e “Que horror. Se isto é para apoiar a igualdade de género, onde é que estão as calças masculinas com escroto e conteúdo bordado?” foram alguns dos comentários a receberem mais gostos. Até à data desta publicação, a marca italiana não respondeu. 

Nos últimos tempos, muitas foram as marcas que usaram as suas campanhas para tentarem mudar mentalidades. A H&M, por exemplo, lançou em maio duas coleções nas quais aparece uma mulher a amamentar e outra modelos com barrigas proeminentes. Carregue na galeria para conhecer essas imagens.