NiTfm live

Moda

Dona Rosa: a nova app portuguesa que leva e vai buscar a roupa à lavandaria

Criado por Rodrigo Ruiz e Tomás Noronha, este serviço também funciona aos sábados e domingos.
Imagem ilustrativa.

As lavandarias self service são uma das melhores invenções de sempre. Afinal, tornam-se num lugar de peregrinação principalmente nos dias de chuva, quando a nossa roupa não seca nos estendais lá de casa. Acontece que a maioria das pessoas não tem tempo para ir até lá — e muitas vezes estar em filas intermináveis.

Desde o final de janeiro que existe solução. Chama-se Dona Rosa e é uma aplicação portuguesa criada por Rodrigo Ruis, 29 anos e formado em Gestão Hoteleira; e Tomás Noronha, 28 anos e engenheiro de gestão industrial. 

Este serviço — que começou a ser pensado em setembro de 2018 e demorou cerca de um ano a ser planeado — consiste em conseguir agendar recolhas e entregas de roupa para a lavandaria, engomadoria e limpeza a seco.

“A Dona Rosa surge como resposta a uma necessidade na vida dos portugueses, identificada pelos dois fundadores, e do desejo de resolvê-la: melhorar a qualidade de vida. O que a equipa pretende é conseguir que as pessoas aproveitem melhor o seu tempo, a fazerem aquilo de que mais gostam”, explica Rodrigo à NiT. 

O processo é bastante simples: os clientes acedem à aplicação, escolhem o serviço e marcam a hora que lhes convém. “Eles podem adquirir diversos serviços e agendar recolhas e entregas de roupa à hora que quiserem, de onde quiserem e para o horário e local que lhes convier, tudo através da app”.

Criada em janeiro de 2020.

A seguir, a equipa da Dona Rosa vai buscar o pedido. “Temos serviço de lavandaria, engomadoria e limpeza a seco, incluindo roupa de casa. O objetivo a curto prazo da Dona Rosa é começar a aceitar todo e qualquer tipo de roupa. As próximas peças a serem aceites serão tapetes e cortinas. Posteriormente, a empresa também quer passar a aceitar peles”, explica Tomás.

A app da Dona Rosa é grátis e está disponível para Android e iOS. Quanto ao custo do serviço, esse, varia conforma o volume da encomenda e a tipologia de roupa a tratar. “Não existe limite de peças nem de peso. No entanto, o valor mínimo para o cliente poder agendar uma recolha é de 20€.”

A aplicação funciona todos os dias, incluindo sábados e domingos, com recolhas e entregas diárias entre as 16 horas e a meia noite. Por enquanto, abrange as zonas entre o Restelo e o Parque das Nações, em Lisboa. Futuramente, ainda sem data, vai expandir-se para a área total da capital e do Porto.