NiTfm live

Moda

Os temíveis coletes são uma das grandes tendências de moda deste ano

Depois de muitos anos guardados no roupeiro, estão de volta para conquistar o street style.
Street style.

Entre 1889 e 1890, Paul Cézanne passou muitos dos seus dias a criar “O Menino do Colete Vermelho”, uma obra pintada a óleo que representava um rapaz numa pose melancólica, sentado, com o cotovelo na mesa e a cabeça apoiada na mão. Vestia um colete que deu nome ao quadro.

Em 2008, a pintura — que vale dezenas de milhares de euros — foi roubada de uma galeria de arte suíça por um grupo de três encapuçados. Com eles, levaram também duas obras de Claude Monet e Vincent Van Gogh.

De  Paul Cézanne.

Muito associados à alfaiataria, os coletes foram uma peça importante em 1660, depois de o rei Charles II, de Inglaterra, tê-la tornado obrigatória na indumentária dos nobres da corte. Só séculos depois, nos anos 20, é que Coco Chanel pôs pela primeira vez as mulheres a usá-la — quer com saias como calças.

Na década de 90, os coletes, preferencialmente em denim, tornaram-se obrigatórios em qualquer guarda-roupa. Musas da altura, como Jennifer Aniston (que protagonizava “Friends”) ou Kate Moss surgiram muitas vez com a proposta vestida.

View this post on Instagram

Midweek Neutrals.

A post shared by Vitaliia (@vitaliia) on

Depois de quase 30 anos guardados no fundo do roupeiro, a peça está de volta ao street style quer com botões ou em malha ou lã, para sobrepor a uma camisa. Embora esteja associado a um estilo mais clássico, o colete tem sido visto em looks com saias plissadas ou jeans.

A NiT foi à procura das melhores propostas do mercado e mostra-as a seguir. Carregue na galeria para conhecê-las.