NiTfm live

Lojas e marcas

Há uma nova marca portuguesa de joias (que também restaura peças antigas)

Marta Maçarico tem 26 anos e é a responsável por este projeto com oficina na Lourinhã.

Até aos 11 anos, as férias grandes de Marta Maçarico eram sempre iguais. Saía da aldeia de Pipa, perto de Alenquer, rumo à Lourinhã onde a avó Albertina Rafael estava à sua espera. “Ela era uma senhora. Lembro-me de passar horas a observá-la. Não saía de casa sem batom, vestia-se muito bem e estava sempre impecável”, conta à NiT.

Na altura, a jovem sentia-se realmente feliz. Neta única, tinha toda a atenção daquela avó, que acabou por falecer durante a sua adolescência. “Aprendi tudo com ela e tornei-me totalmente feminina, muito atenta ao pormenor.”

Esta maneira de ser fez com que Marta frequentasse, em 2010, o curso de Ouriversaria na Escola Artística António Arroio, em Lisboa. “Lá aprendi a ser artesã e a trabalhar as peças. Imaginava para depois criar”, explica.

Quando terminou, Marta — que agora tem 26 anos — resolveu inscrever-se na Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, também na capital, onde acabou por tirar a Licenciatura em Conservação e Restauro. “Durante esse período sempre fui trabalhadora estudante. Após um contacto de um antigo professor comecei a trabalhar no atendimento ao público de uma loja da Topázio”.

Embora estivesse a trabalhar na sua área, Marta não estava “fascinada”. “O que eu gostava era mesmo da produção de peças, por isso quando a faculdade acabou, passados uns tempos, resolvi procurar outras coisas“.

Trabalhou em algumas empresas, com destaque para a Santhiago, uma das mais conhecidas da área, segundo ela. Esteve lá dois anos, mudou de trabalho até que em janeiro resolveu despedir-se.

“Decidi criar a minha marca. Sempre fui uma apaixonada pelas coisas antigas. Dou muito mais valor a um vestido da minha avó, por exemplo, que uso com cuidado e se for preciso faço algum tipo de modificação do que com qualquer peça que compre agora nas lojas. Então, achei que podia também fazer algo do género por conta própria.”

Os últimos meses foram passados a pensar este novo projeto e, essencialmente, a produzir na nova oficina, que fica na antiga casa da avó Albertina. “A minha marca, que tem o meu nome, tem duas vertentes. Vendo joias feitas à mão e também e faço a conservação e restauro de peças.”

Por enquanto, a Marta Maçarico tem três coleções lançadas no início de julho no site: uma inspirada na avó, com pulseiras colares e brincos, por exemplo; a Efémera, que tem peças únicas que não vão ser mais produzidas; e a Herança, com brincos que remetem aos anos 20.

Entre todas as propostas há uma que se destaca: “A minha avó era costureira e estava sempre a trocar de óculos para ver ao perto e ao longe. Então, fiz uma corrente para os óculos que em vez de dar a volta ao pescoço fica preso à camisola com duas pregadeiras em forma de azulejo”.

Todas as sugestões da nova marca estão à venda online. Quem quiser pedir uma conservação ou restauro tem de falar com Marta para que seja feito um orçamento.

A seguir, carregue na galeria para conhecer alguns produtos.