NiTfm live

Lojas e marcas

Abriu a primeira loja física da AliExpress na Europa (e tem sido uma loucura)

O espaço com mais de 700 metros quadrados fica num centro comercial de Madrid.
Centenas de pessoas.

O domingo, 25 de agosto, foi um dia atípico na zona de Arroyomolinos, em Madrid, Espanha. O centro comercial Intu Xanadú recebeu a primeira loja física da Europa da AliExpress, a gigante do e-commerce e concorrente direta da Amazon.

Faltavam ainda 48 horas para a abertura das portas quando os primeiros clientes apareceram. Havia um prémio para as 500 primeiras compras e toda a gente queria ganhá-lo — segundo o jornal “El País”, houve quem dormisse ali mesmo.

Às 10 da manhã de domingo, hora da inauguração, contavam-se mais de duas mil pessoas no átrio do centro comercial gerido pela CBRE. No interior do espaço com 740 metros quadrados, 30 funcionários exibiam a camisola de equipa — “Mais próxima do que nunca” era a frase que se lia na indumentária. 

David Cardero, madrileno de 34 anos, teve a honra de ser o primeiro a entrar. Ao jornal espanhol, disse que tinha chegado às nove horas da manhã de sexta-feira, 23 de agosto, e que recebeu um autocolante que o intitulava como o primeiro da fila. “Dormi e comi pouco. Quando entrei pedi uma trotinete mas não me deixaram escolher o prémio. Acabei por receber um telemóvel”, disse aos jornalistas. 

A seguir a David seguiram-se centenas de pessoas, desejosas de conhecerem todos os produtos de tecnologia, pequenos eletrodomésticos, artigos para o lar e wearables (relógios e pulseiras eletrónicas, por exemplo) de marcas como Huawei, Samsung, Xiaomi, Cecotec, Foreo, Ecovacs, Ikohs, Roborock e Ilife.

Criada em 2010, a AliExpress é uma empresa chinesa fundada por Jack Ma, o maior investidor individual do grupo. No site, embora a maior oferta seja tecnológica, existe roupa, jóias, brinquedos, artigos para o jardim e ferramentas de várias marcas.

A abertura desta loja física em Espanha é uma forma de atrair mais clientes, principalmente aqueles que não se habituam às compras online e recusam-se a pagar qualquer proposta sem vê-la primeiro.

“A afluência de pessoas superou as nossas expetativas. Elas queriam mesmo ver a AliExpress fisicamente”, disse Eduardo Pisa, diretor de operações da empresa, ao “El País”. 

Basta fazer uma pesquisa rápida pela localização “AliExpress Plaza Xanadú” no Instagram para perceber que a loja continua a receber centenas de clientes todos os dias. Numa insta storie que ainda estava disponível à hora da publicação deste artigo (têm a duração de um dia) é possível ver que nem os cães ficam cá fora.

Por enquanto, a gigante do e-commerce não tem mais nenhuma abertura agendada para a Europa, nem há previsão de abrir um espaço físico em Portugal.