NiTfm live

Lojas e marcas

Lisboa tem uma nova loja com roupa vintage em segunda mão (a partir de 9,99€)

O espaço físico com dois pisos pertence à Associação sem fins lucrativos Humana.

Quem tem passado na rua dos Fanqueiros, em plena Baixa pombalina, Lisboa, não fica indiferente à nova vida do número 197. Onde antes era um espaço de moda da Viúva Salles & Companhia abriu a 20 de janeiro a nova loja da Humana Portugal — a organização sem fins lucrativos criada em 1998.

O projeto é diferente de todos os outros que existem no País: dedica-se em exclusivo à moda vintage. Nos 130 metros quadrados, divididos por dois pisos, existem vários charriots com cerca de três mil propostas. Há casacos, blazers, camisas, calças, vestidos, sapatos, carteiras e outros tantos acessórios, todos eles em segunda mão e bom estado.

“As peças são doações que entregam nos nossos contentores ou nas lojas. Juntamos tudo no nosso centro de recolha em Alcochete e depois fazemos um processo de seleção. Para este espaço só vão roupas de determinada época e estilo”, conta à NiT Bárbara Machado, responsável de comunicação da Humana Portugal.

Embora noutras lojas de Lisboa e do Porto já houvesse uma secção vintage, esta é o primeiro projeto da associação totalmente dedicado às propostas antigas. Lá, encontra marcas como Chanel, Calvin Klein, Levis, Lee e Lacoste.

Os preços das peças variam conforme a qualidade, é certo, mas Bárbara consegue situar-nos: “A mais barata é uma saia a 9,99€ e a mais cara é um casaco que custa 300€”. 

A Humana Vintage está aberta entre as 10 e as 20 horas, de segunda-feira a sábado — aos domingos abre das 11 às 18h30. A organização sem fins lucrativos tem ainda mais 10 lojas em Lisboa e cinco no Porto. Os projetos sociais desta associação são muitos. Em Portugal, por exemplo, dão apoio local e tratam da proteção do meio ambiente. Lá fora, têm como objetivo ajudar na educação e inserção social, na saúde e doenças infectocontagiosas e na assistência e emergência, entre outros.

A seguir, carregue na galeria para conhecer melhor este novo espaço físico.