NiTfm live

Lojas e marcas

KIABI doa 300 mil peças de roupa e 200 mil euros para apoiar luta à Covid-19

A marca de vestuário, em parceria com várias associações, quer ajudar as maternidades e famílias desfavorecidas.
É preciso ajudar.

Perante os tempos de exceção que vivemos devido à propagação do novo coronavírus pelo mundo, muitas foram as empresas que se transformaram e reinventaram. As que não conseguiram fazer isso, puseram em prática os seus planos de responsabilidade social e decidiram apoiar quem mais precisa. É o caso da KIABI, marca francesa de vestuário. Em parceria com a Cruz Vermelha francesa e associações locais, a KIABI vai doar 300 mil peças de roupa para adultos, crianças e bebés.

O objetivo é garantir as necessidades mais urgentes de pessoas sem abrigo, famílias desfavorecidas, mulheres vítimas de violência doméstica, pessoas com deficiência ou que sofrem de dependência. No fundo, todas as pessoas que possam estar mais vulneráveis e sejam mais facilmente afetadas pela crise de saúde pública que o mundo atravessa. As peças de roupa vão ser distribuídas com a ajuda das várias equipas em campo de cada associação parceira.

Parte destas peças de roupas vão ser transformadas em kits de emergência para distribuir a muitas maternidades francesas. Ao doar 50 mil peças para bebés, a KIABI vai conseguir ajudar a assegurar as principais necessidades de mulheres que estão a ser mães durante este período excecional. A iniciativa vai chegar a 27 maternidades francesas.

Mas há mais boas notícias: a Fundação KIABI vai doar 200 mil euros a várias associações – sendo que 50 por cento deste valor é destinado à Cruz Vermelha Francesa. O objetivo é financiar iniciativas de emergência em França, Itália, Bélgica, Espanha e Portugal – onde residem mais de 90 por cento dos colaboradores e clientes da KIABI. Em França, essa doação vai ajudar a criar um serviço de cuidador social para atender às necessidades urgentes das famílias mais vulneráveis.

“A KIABI sempre esteve muito próxima das famílias e das novas mães. Deve estar ainda mais próxima agora neste momento de confinamento, fornecendo o seu apoio através de doações a nível local, sempre que necessário”, explicou, em comunicado, Elisabeth Cunin, presidente da marca francesa.