NiTfm live

Lojas e marcas

Depois da polémica, Zara lança vídeos sobre a vida dos funcionários

O projeto dá a conhecer as histórias e talentos de trabalhadores da marca espanhola em Portugal.
Será que vêm aí mudanças?

A 18 de fevereiro, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços foram até à loja da Zara na rua de Santa Catarina, no Porto, para denunciarem pessoalmente a alegada exploração feita pelo Grupo Inditex aos seus funcionários. Coincidência ou não, a empresa parece agora querer dar-lhes mais valor.

Na página de Facebook Inditex Careers, foi publicado um vídeo que mostra aquilo que os colaboradores fazem fora do horário de trabalho e que os deixa felizes.

“Em Portugal, há carisma, ousadia e gente feliz! Em 2018, lançamos a Eu Sou em Portugal, um projeto para conhecer melhor as nossas equipas, descobrindo o talento do nosso povo”, lê-se na descrição.

Alguns dançam, outros tiram fotografias e há ainda quem se dedique à arte de cortar a barba nos tempos livres. O mini filme publicado na quarta-feira, 20 de fevereiro, é apenas o primeiro de dez que vão contar a história de cada um dos protagonistas.

O projeto “Eu Sou Portugal” (é assim que se chama ) nasceu em solo nacional mas promete ser aplicado noutros países.

Além da preocupação com os funcionários, o grupo espanhol parece querer melhorar a sua pegada ecológica. Desde 15 de fevereiro que a Zara não usa sacos de plástico nos saldos em Portugal. A medida faz parte do projeto Green To Pack.

A Inditex foi criada em 1985 por Amancio Ortega. Tem, neste momento, dez marcas com lojas em Portugal: Zara, Zara Home, Zara Kids, Pull&Bear, Bershka, Massimo Dutti, Oysho, Lefties, Stradivarius, e Uterqüe.