NiTfm live

Lojas e marcas

Clientes da Zara odeiam as poses das modelos nas lojas

A marca revelou as fotografias da nova coleção para a loja online. Problema: ninguém consegue ver bem as peças.
A polémica tornou-se viral.

Devido à pandemia do novo coronavírus, muitas são as marcas que optam por suspender lançamentos e cancelar sessões fotográficas para as novas coleções. Não foi o caso da Zara, que a NiT já havia noticiado no início deste mês.

Todas as manequins que trabalham para a marca espanhola encontram-se em teletrabalho e adaptaram-se à nova realidade. Receberam as roupas em casa e fotografaram-se a si mesmas, não tendo havido qualquer contacto entre profissionais.

O resultado, embora original, destacando a linha editorial que se conseguiu manter, trouxe também um problema que está a ser agora apontado pelas clientes nas redes sociais: no caso de várias peças, por causa das poses estranhas das modelos, não é possível ver como é que ficam vestidas num ambiente normal.

Apesar de em todos os casos existir sempre uma imagem do artigo em fundo liso, é importante para quem compra, ver como a peça cai num corpo.

Desde uma modelo encolhida em cima de um fogão, com o Vestido Bordado com Limões, ou a uma manequim numa espécie de posição de ioga em cima de um sofá, com as Jeans ZW Premium, existem várias poses que foram apelidadas de “originais demais”.

“Ah sim Zara o outfit perfeito para subir para o fogão”, refere uma utilizadora no Twitter. “Obrigada Zara. É exatamente esta a pose que eu quero ver para um casaco”, acrescenta outra cliente.