NiTfm live

Compras

Baby by Piki: a marca portuguesa que nasceu de um grande amor

Em agosto, Cláudia Lima perdeu o marido e o filho de 13 meses. "Este projeto é a única coisa que me resta, diz à NiT.

As peças são mais do que amorosas.

27 de agosto foi o dia em que tudo mudou. Cláudia Lima, o marido, Emanuel Cardoso, e o filho, Zé Maria, de 13 meses, sofreram um violento acidente de carro no Montijo e apenas ela sobreviveu. “Eu perdi tudo. Fiquei sem nada. Neste momento, estou a ser acompanhada por uma psicóloga e psiquiatra, caso contrário não conseguiria estar aqui sequer. Isto é a única coisa que me resta. Este projeto é, neste momento, a única coisa que me liga ao meu filho e ao meu marido”, conta à NiT.

O projeto a que se refere é a sua marca, a Baby by Piki, que vende roupa para bebés e crianças até aos 6 anos. Cláudia decidiu lançar a ideia no inverno de 2017, inspirada pelo nascimento do filho — que foi uma gravidez “muito desejada”. A marca chama-se “Baby” precisamente por causa do bebé e “Piki”, porque era o nome carinhoso com que o marido a tratava. 

“Eu podia ter desistido. Pensei em desistir de tudo isto, mas depois reconsiderei porque é só isto que tenho. Estou desempregada. Obviamente que conto com o apoio de amigos e familiares, mas não me resta mais nada. Existem muitas tragédias no mundo, mas isto é um Tsunami”.

Cláudia Lima, de 34 anos, trabalhava na área de Gestão de Produto numa empresa de comunicação antes de engravidar. Assim que soube a boa notícia, começou a pensar na melhor maneira de criar roupas de criança com um estilo original — e que ela não conseguia encontrar nas lojas.

“Sentia falta de peças com qualidade, que tivessem um estilo clássico e que fossem o género de artigos capazes de passar de geração em geração. Sem nunca passar de moda”.

Apesar de a marca já ter mais de um ano, a Baby by Piki só se tornou mais conhecida depois de ter sido lançada uma onda de solidariedade nas redes sociais. Carolina Deslandes foi uma das primeiras celebridades que fizeram referência a esta tragédia. A cantora partilhou a história na sua página de Instagram com o objetivo de aumentar as vendas e ajudar o negócio de Cláudia Lima. Aos poucos, a mensagem foi chegando ao País inteiro.

Os preços das peças podem ir dos 12€ aos 50€. São todas feitas à mão por uma costureira e é Cláudia quem se encarrega pessoalmente do design e da escolha dos tecidos e materiais.

“Sou eu que escolho e desenho tudo com muito amor. O amor é aliás o que representa esta marca”.

Atualmente, as peças desta coleção estão esgotadas, mas pode fazer novas encomendas através da página de Facebook e de Instagram da Baby by Piki. Também pode passar pela loja Nitta Kids, em Alcântara, Lisboa, para ver a linha ao vivo. O objetivo de Cláudia a curto prazo é lançar um site onde possa mostrar aos clientes as coleções da marca; e montar um atelier em Lisboa.

“Não lhe consigo referir datas, mas apenas dizer que esse já era um projeto que estava pensado e eu vou dar-lhe continuidade”, acrescenta Cláudia.

A nova coleção deverá ser lançada no início de outubro, com peças em 100% algodão e às quais Cláudia está dedicada neste momento.

“Esta campanha solidária, que muito agradeço, está a tornar-se viral, mas isso não me assusta. A única diferença que pode haver é que em vez de comprar um rolo de 100 metros, passo a comprar de 200 metros ou mais.”

O mais importante para Cláudia é continuar o projeto — e que a Baby by Piki seja um sucesso.

Carregue nas setas da foto principal para ver algumas imagens da coleção desta marca.