NiTfm live

Beleza

Emily Ratajkowski exibe as axilas com pelos numa sessão fotográfica polémica

A fotografia da modelo e atriz foi feita para um artigo que escreveu sobre feminismo para a revista "Harper's Bazaar".
Feeling sexy.

“Faz-me sentir sexy” foi o que disse a modelo e atriz Emily Ratajkowski, quando questionada sobre os pelos nas axilas. A fotografia faz parte de um editorial sobre feminismo para a revista norte-americana “Harper’s Bazaar” e são uma forma de reafirmar o direito de escolha das mulheres.

Normalmente gosto de me depilar, mas às vezes deixar os meus pelos crescerem é o que me faz sentir sexy. E não há uma resposta certa, nenhuma escolha que me faça mais ou menos feminista, ou mesmo um ‘má feminista'”, escreveu a atriz, citando a autora Roxane Gay. 

Ratajwowski já deixou bem claro que nem vale a pena os haters perderem tempo a criticar esta falta de depilação. Emily disse que já aprendeu a lidar com as críticas que recebe pelas redes sociais, desde que começou a expressar os seus ideais feministas, sem deixar de reconhecer a sua posição privilegiada por ser uma mulher branca cisgénero — termo que abrange as pessoas que se identificam em todos os aspectos com o género que nasceram.

“Se eu decidir rapar minhas axilas ou cultivá-las, isso depende de mim. Para mim, pelos no corpo é uma oportunidade para as mulheres exercitarem sua capacidade de escolher — uma escolha baseada em como elas querem se sentir”, explica Emily.

Ela é sexy e sabe.

A atriz de “Sou Sexy, Eu Sei!” ainda se surpreende com o preconceito sofrido pelas mulheres que gostam de explorar a própria sensualidade. Em outubro de 2018, ela protestou contra a nomeação do juiz Brett Kavanaugh à Suprema Corte americana — que é acusado por três mulheres de má conduta sexual — e acabou sendo detida. No dia seguinte, as manchetes não diziam o motivo do protesto, apenas descreviam o tipo de t-shirt sexy que ela estava a vestir.

“Nas suas mentes, o facto de meu corpo estar visível de alguma forma fez com que eu e minha ação política fossem desacreditadas. Mas porquê?”, questionou a modelo.

Ao terminar o editorial para a “Harper’s Bazaar”, Emily Ratajkowski fez um apelo: “Dê às mulheres a oportunidade de serem o que quiserem e tão multifacetadas quanto elas puderem ser. Preconceitos devem ser condenados”.