NiTfm live

Moda

#WithoutShoes: o dia em que se tiram os sapatos para ajudar quem não os tem

10 de Maio é o Dia Sem Sapatos. Este movimento solidário decorre em vários países, entre eles Portugal. Saiba o que está por detrás do One Day Without Shoes.

Foram as crianças sem sapatos e sem condições básicas de vida que Blake Mycoskie encontrou em várias aldeias argentinas, que fizeram com que o jovem empresário norte-americano mudasse por completo a ideia que tinha sobre como se deviam fazer negócios e gerir empresas. Antes, esteve envolvido em áreas tão diferentes como uma lavandaria, a exploração de outdoors ou a participação num reality show. Só que aquela viagem à Argentina, em 2006, quando tinha apenas 29 anos, mudou tudo. Voltou a casa com uma ideia clara: criar um modelo de negócio solidário, em que as vendas serviriam para ajudar aquelas crianças que havia conhecido e que, pelo facto de não terem um par de sapatos para calçar, estavam a desenvolver uma série de infeções, que levavam muitas vezes a doenças mortais. Desta ideia nasceu o conceito Shoes for a Better Tomorrow (Sapatos por um Amanhã Melhor), que viria a dar origem à multinacional TOMS, hoje uma marca de referência não só de sapatos, como também de malas e óculos.

E o que é que tudo isto tem a ver com o Dia Sem Sapatos? Tem tudo. Blake Mycoskie, hoje com 39 anos, assentou todo o modelo de negócio da TOMS numa ideia simples: One for One (um para um). Por cada produto vendido, outro é oferecido a quem necessita. Assim, por cada par de sapatos que a TOMS vende em qualquer uma das lojas espalhadas pelo Mundo, outro é oferecido a crianças que não os podem ter.

Os sapatos oferecidos não são excedentes de stock- são modelos produzidos especialmente em função das necessidades das comunidades e nalguns casos as fábricas estão já instaladas no local, contribuindo também com a criação de emprego.

A ideia do One for One foi adotada por todas as áreas de negócio da TOMS e ganhou uma maior dimensão solidária. Em 2011, a marca lançou a TOMS Eyewear, que passou a oferecer óculos, consultas e cirurgias oftalmológicas a quem tem problemas de visão. Três anos depois nasceu outra área dentro da companhia, a TOMS Roasting Company, que produz café e ao mesmo tempo fornece água potável e ajuda na construção de infraestruturas sanitárias nas comunidades onde tem as plantações. O ano passado, esta ideia One for One foi também adotada pela TOMS Bags – com cada artigo vendido é doado um kit de natalidade. Com a TOMS Road Backpack Collection, cada mochila vendida ajuda a combater a cultura do bullying nas escolas e promove a formação de pessoas que ajudem a eliminar os maus tratos a crianças.

Todas estas acções são coordenadas com ONG locais.

O que é o One Day Without Shoes?

Esta terça-feira, 10 de Maio, tudo isto é relembrado de forma simbólica com um dia especial que já chegou a dezenas de países de todo o mundo, o One Day Without Shoes. A ideia é criar um movimento mundial usando as redes sociais e a capacidade de influência individual de cada um não só para alertar para estes problemas sociais, como para, ao mesmo tempo, cada foto que se publica poder reverter-se num par de sapatos para quem deles precisa. O objectivo deste ano é oferecer 10 000 pares em 10 países, ou seja, 100 000 pares de sapatos doados a comunidades carenciadas.

Como se juntar ao One Day Without Shoes e ajudar crianças?

Para se juntar ao movimento, amanhã dia 10, só tem de tirar uma foto sem sapatos ou calçando Toms, partilhá-la no Instagram (com perfil público) e usar o hashtag #withoutshoes (atenção que não é #daywithoutshoes, é mesmo só #withoutshoes). Este gesto simples vai reverter-se em ajuda para crianças com necessidades.

Ao todo, a TOMS já ofereceu mais de 50 milhões de pares de sapatos, 360 mil pessoas com problemas de visão foram ajudadas com pares de óculos, consultas ou cirurgias e milhares de outras conseguiram melhores condições sanitárias ou educativas nas regiões em que vivem.