NiTfm live

Viagens

Referendo vai decidir a separação de Veneza em duas cidades distintas

A medida pode solucionar uma má gestão dos recursos da autarquia, que se focam demasiado no centro histórico.
Vai ser a 1 de dezembro.

Os habitantes de Veneza, Itália, vão ser chamados às urnas para decidir se o centro histórico se deverá separar dos distritos menos turísticos de modo a formar duas cidades autónomas. O referendo foi proposto por Luca Zaia, presidente da região de Veneto, e será realizado a 1 de dezembro.

Esta é a quinta votação pública sobre o tema, depois de as quatro anteriores resultarem numa vitória decisiva dos votos contra a separação. Apenas os residentes de Veneza podem participar no referendo — perto de 260 mil pessoas — estando excluídos os habitantes da área metropolitana alargada (que alberga cerca de 853 mil pessoas). Um dos principais motivos do referendo é tentar gerir melhor o enorme número de turistas que visitam a cidade todos os anos. 

O centro da cidade recebe cerca de 20 milhões de turistas anualmente, o que faz com que a área alargada acabe por não receber tanta atenção da autarquia — tanto do ponto de vista turístico como financeiro. Atualmente, a grande maioria dos recursos é alocada ao centro histórico mas, se a cidade fosse dividida em duas, cada área poderia decidir onde gastar o dinheiro.