NiTfm live

Viagens

Por dia, um milhão de pessoas está a perder o emprego no setor do turismo

A pandemia do coronavírus criou um efeito dominó na indústria, alerta o conselho mundial da área.
Hotéis vazios ou fechados em todo o mundo.

Enquanto o mundo tenta limitar os efeitos devastadores do novo coronavírus na saúde à escala global, começa também a fazer contas aos possíveis efeitos económicos da pandemia, sendo uma coisa certa: o setor do turismo é dos mais afetados; e o embate já começou. Atualmente, há um milhão de pessoas a perder diariamente o seu emprego no turismo em todo o mundo devido aos efeitos da Covid-19, segundo dados revelados pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

Em comunicado citado pela Lusa, a entidade lembra que, à medida que os países fecham fronteiras e equipamentos, os despedimentos sobem em massa. É tudo em simultâneo, lembra a organização: o fecho de hotéis, a suspensão dos voos, das linhas de cruzeiros, as proibições e restrições globais, necessárias para conter o surto. Tudo estará já a ter um “efeito dominó catastrófico que afeta um grande número de prestadores de serviços em todo o mundo”, segundo o WTTC, que lembra que as pequenas e médias empresas são especialmente vulneráveis.

Segundo a mesma fonte, embora a prioridade dos governos seja manter as pessoas seguras, o conselho já está a trabalhar com governos de mais de 75 países “a documentar e a monitorizar as melhores soluções que estão a ser implementadas para reduzir o impacto social”. A organização faz ainda um apelo para que as empresas possam aceder a empréstimos sem juros e isenções fiscais para evitar um “colapso iminente”.