NiTfm live

Viagens

Como sobreviver à Disneyland com miúdos pequenos (e não deixar lá o ordenado)

Pode alugar um carrinho de bebé no local mas fuja dos restaurantes. Uma repórter da NiT foi à guerra (perdão, ao parque) com uma criança de três anos e meio e trouxe 11 dicas vitais.

O parque está aberto das 10 horas às 23 horas.

Os portões são imponentes, há repuxos à entrada e o castelo cor de rosa fica lá ao fundo, depois de uma ponte. Estamos no “local mais feliz do mundo” e a definição é justa para a Disneyland, neste caso a de Paris. De repente há gritos, puxões de cabelo e crianças que se recusam a caminhar. Calma, este é apenas um cenário hipotético (mas provável) que não vai ter de experimentar.

Não é missão impossível levar um miúdo pequeno ao parque de diversões sem que o dia tenha de se transformar num inferno — e não, ele não precisa de ter 10 anos para aproveitar realmente o parque. Desde que não sejam bebés de colo, já andem sozinhos e reconheçam as personagens à sua volta, vão ficar tão fascinados que nas semanas seguintes não vão falar de outra coisa. E não se preocupe com as sestas por dormir, a excitação vai ser tão grande que ninguém vai ter sono.

Se é pelos miúdos que vai à Disneyland, programe tudo à volta do que eles podem e gostam de fazer. Um dia (o parque abre às 10 horas e encerra às 23 horas) é suficiente e, como em 2017 se celebram os 25 anos do parque, há bilhetes a partir de 42€. Se já está a chorar pelas montanhas-russas onde não vai poder andar, seque as lágrimas, há uma opção que permite que os adultos andem nas atrações à vez. E outra onde tem hora marcada para evitar as filas. E outra que lhe permite alugar um carrinho de bebé no local. E muitas mais.

Antes da viagem, convém consultar o site oficial para perceber que atrações estão fechadas para manutenção. Quando lá estiver, basta seguir as 11 dicas que a NiT preparou e que pode ler ao carregar na imagem.