NiTfm live

Viagens

A Sibéria está coberta por um manto de neve negra (e tóxica)

A poluição naquela região da Rússia está a provocar este fenómeno bizarro.
O problema é o carvão.

Nos últimos dias, os habitantes da região russa da Sibéria têm acordado com as suas casas e cidades cobertas por um manto negro de neve. Apesar do encanto gótico que poderá ter, este fenómeno bizarro está a ser causado pela poluição — e é nocivo para a saúde.

Está a ser mais intenso na área de Kemerovo, onde fica o Kuznetsk Basin, o principal centro de minas de carvão naquele país. As minas são onde trabalham grande parte dos russos daquela zona — e o carvão é uma parte vital na identidade cultural da Sibéria.

Porém, tem causado vários problemas ambientais. As cidades de Prokopyevsk, Kiselyovsk e Leninsk foram as mais afetadas ao longo desta semana. Há uma fábrica em particular que está a ser acusada de não filtrar de forma correta os fumos e de ser a grande responsável pela neve negra.

Apesar de bizarro, este fenómeno não é assim tão invulgar. No ano passado havia suspeitas de que as autoridades locais estavam a pintar grandes blocos de neve de branco — para não se notar tanto os efeitos da poluição provocados por outra vaga de neve negra.