NiTfm live

Viagens

Quarentena no Panamá: mulheres e homens saem à rua em dias alternados

Aos domingo ninguém pode sair. Durante a semana, mulheres saem às segundas, quartas e sextas, os homens, nos outros três dias.
Países adotam medidas diferentes.

O estado do Panamá decretou quarentena obrigatória no dia 24 de março, devido à pandemia do novo coronavírus. Porém, no fim de semana seguinte, mais de duas mil pessoas foram detidas por incumprimento.

O governo decidiu por isso ser mais intransigente e, a partir de 1 de abril, implementou novas regras: as mulheres podem sair de casa às segundas, quartas e sextas-feiras; já os homens, às terças e quintas-feiras, bem como aos sábados. Ao domingo, ninguém pode sair.

Os horários, dentro de cada género, também se alteram. Por exemplo, uma mulher com o último algarismo do cartão do cidadão 0, pode sair nos três dias atribuídos, entre as 9h30 e as 11h30; já se o último algarismo for 1, o horário aplicado é desde as 12h30 às 14h30.

“Esta quarentena tem como único objetivo salvar vidas”, explicou o ministro da Segurança, Juan Pino, durante a conferência de imprensa onde anunciou as novas medidas.

Nas redes sociais, vários cidadão já se manifestaram, questionando, por exemplo, como é que uma pessoa que viva sozinha com um cão, pode passear o animal se só pode sair de casa três dias por semana.

Há ainda quem se queixe de que o recolher obrigatório passou a ser às 17 horas, porém, quem tem o número 5 como último no seu cartão do cidadão, tem permissão para circular entre as 16h30 e 18h30.