NiTfm live

Viagens

Este programa sobre viagens é a melhor maneira de começar os dias na quarentena

Chama-se O Café da Manhã em Viagem e tratam-se de conversas diárias, no Facebook, com viajantes.
O viajante Gonçalo Cruz é o criador.

Gonçalo Cruz é viajante profissional. Seja como líder de viagens, na sua volta ao mundo que pretende completar até aos 50 anos, ou como criador do The Travel Tool Kit, o kit de viagens mais leve do mundo, a vida do português de 34 anos volve em torno das viagens.

É formado em Turismo e vive em Coburg, na Alemanha, desde 2013, onde organiza tours para grupos de turistas portugueses. Atualmente, em que o mundo todo se converteu nas divisões da sua casa, o viajante nato criou mais um projeto — a sua forma de contribuir para a pandemia do novo coronavírus.

Chama-se Café da Manhã em Viagem e trata-se de um live stream que se realiza todos os dias, às 10 horas, no grupo Viajantes Minimalistas no Facebook. São conversas que servem para animar quem está em casa, cada dia com um viajante diferente.

“O Café da Manhã em Viagem surgiu neste pretexto, de fazer bem e de partilhar boas energias. Num mundo onde somos bombardeados por tanta informação que nos pode pôr em baixo, decidi fazer diferente. Quero que as pessoas comecem o dia com um sorriso na cara, bem-dispostas e que deem umas boas gargalhadas. Não há nada como começarmos o dia em grande”, conta à NiT Gonçalo Cruz.

A sua última viagem, antes de o mundo se fechar em quarentena foi aos Castelos da Baviera, na Alemanha, em trabalho. Levou um grupo de portugueses a conhecer ainda Munique e Füssen, numa viagem ao mundo medieval.

Gonçalo deu aulas de inglês a pequenos monges no Cambodja.

No dia 1 de abril, deveria ter voado para o Porto, também em trabalho. Já no dia 8 deste mês, iria para o Nepal, onde permaneceria 20 dias como voluntário numa escola, mais quatro numa caminhada pelos Himalaias. No dia 24, tinha uma tour em Óbidos, para famílias, e no feriado de 1 de maio iria até Israel, Palestina e Jordânia, mais uma vez para trabalhar.

Mas como é que um viajante encara esta pandemia? “É duro para toda a gente, mas não faz parte da minha natureza ir abaixo. Eu sou um sortudo. Estou em casa, a fazer o meu papel de cidadão do mundo e a cumprir com todas as normas. Admiro imenso todos os profissionais da saúde, proteção civil e segurança pública em todos os países, pelo trabalho fantástico que estão a fazer. Enquanto viajante, tenho que aguardar e tentar fazer o meu trabalho que é colocar boa disposição na vida das pessoas e ajudá-las a ver o lado positivo de estarmos em casa”, explica-nos.

“Há imenso que podemos fazer, desde organizar as nossas finanças pessoais, ler sobre viagens, ver documentários sobre outras culturas, organizar a casa e até perceber que não precisamos de muito para sermos felizes. Confesso que sou um apaixonado pelo minimalismo e tento partilhar ao máximo que, termos apenas o essencial, é o suficiente para sermos extremamente felizes.”

Gonçalo Cruz já visitou 52 países, de cinco continentes. O seu objetivo: conhecer todos os países do mundo até 18 de julho de 2035, dia em que completa 50 anos. Taiwan foi o seu favorito, revela. Aliás, prometeu a si mesmo que quando chegar à tal meta dos 50 anos irá viver no país, “nem que seja um ano”.

Todos os dias.

O Café da Manhã em Viagem traz todos os dias: “alguém que tenha uma história magnifica para nos contar e que nos ponha a sonhar. Numa altura em que não podemos viajar, esta é uma boa altura para nos inspirarmos com quem tem mais experiência neste mundo das viagens.”

De entre os convidados diários contam-se Andreia Castro, Pedro Moreira, Catarina Leonardo, Ana Maria Barreto, Hugo Martins, entre outros. O programa começou no dia 24 de março e irá prolongar-se “o tempo que for necessário até que todos possamos voltar à dita vida normal”.