NiTfm live

Viagens

ONU alerta para invasão preocupante de gafanhotos em África

A situação é resultado das mudanças climáticas extremas no país.
As imagens são assustadoras.

O Corno de África está a enfrentar um surto de milhões de gafanhotos, um cenário que é resultado das mudanças climáticas extremas. Numa altura em que aquela região estava  a recuperar da seca e de inundações mortais, a Organização das Nações Unidas (ONU) fala de uma “ameaça sem precedentes”.

Calcula-se que um dos enxames tenha 2400 quilómetros quadrados — quase duas vezes o tamanho da Grande Lisboa. Portanto, podem ser até 200 mil milhões de gafanhotos, sendo que cada um deles consome o seu peso em comida todos os dias.

Estes insetos aparentemente inofensivos podem causar destruição em massa em grande número, à medida que comem plantações de milho e repolho, por exemplo. Segundo Jens Laerke, que faz parte da ONU, citado pela revista espanhola “Bussiness Insider”, um pequeno enxame pode consumir comida para 35 mil pessoas num só dia.

Se a praga piorar, os especialistas alertam para uma possível escassez de alimentos no Quénia e em outras partes da África, zonas em que a segurança alimentar já é preocupante.

Outro surto destes insetos já obrigou também o governo do Paquistão, no continente asiático, a declarar emergência nacional, após serem destruídas culturas de algodão, milho e trigo.