NiTfm live

viagens

O maior escorrega de Espanha abriu e fechou no mesmo dia

A construção unia duas ruas numa queda de 38 metros em Málaga, com um investimento de 28 mil euros. Tudo correu mal.
Foto partilhada no YouTube.

Abriu na passada quinta-feira, 9 de maio, em Estepona, Málaga. Com um custo de mais de 28 mil euros, este enorme escorrega de aço pretendia unir duas ruas com um declive alucinante entre elas, de forma supostamente prática, inovadora e divertida. Ambicionava ser o maior escorrega de Espanha e um dos maiores da Europa. Mas fechou poucas horas depois da inauguração, quando tudo ou quase tudo correu mal — e as coisas podiam ter sido bem piores.

A ideia parecia boa mas a concretização foi um desastre. Planeada para poupar uma enorme caminhada e volta que moradores e turistas tinham de fazer entre duas ruas, o escorrega foi deliberadamente deitado ao longo da encosta. O deslizamento queria fornecer uma alternativa rápida de viajar entre as tais ruas, que ficam em níveis muito diferentes. Com 38 metros de comprimento e 34 graus de inclinação, esta descida seria uma verdadeira aventura

No dia da inauguração, relata a imprensa local, dezenas de pessoas afluíram à nova diversão mas as viagens começaram a correr mal logo de início. Em poucas horas foram registados dezenas de feridos. Alguns utilizadores deslizavam bem, outros, devido ao declive acentuado, faziam-no de forma tão rápida que começaram os acidentes: cortes, entorses, escoriações e até queimaduras pelo contacto com o aço da estrutura foram alguns dos exemplos relatados.

Ao segundo dia de vida, o escorrega já não abriu, uma medida preventiva do município da Costa do Sol que foi decidida depois das queixas dos moradores e turistas. Esta segunda-feira, 13 de maio, foi confirmado que o escorrega ficará encerrado por tempo indefinido, até serem realizadas várias inspeções de segurança.

Enquanto os incidentes se sucediam, nas redes sociais começaram a circular vídeos da velocidade alucinante que os utilizadores atingiam — e do perigoso voo que davam no final, ainda que amparados por areia.

Perante as queixas, o município de Estepona disse inicialmente que o escorrega recebeu e cumpriu todos os testes e padrões de segurança necessários e, se tivesse sido usado de forma correta, não teria representado nenhum perigo para os utilizadores.

Mais tarde, reviu a sua opinião e decretou o fecho preventivo logo no primeiro dia, ressalvando no entanto que as regras estavam expostas ao lado da estrutura — e que elas definiam que não se devia ir deitado, que se devia levar os braços cruzados e nunca se devia escorregar com outras pessoas.

A estrutura semicircular foi inaugurada enquanto parte integrante num projeto maior: o das obras de expansão do parque de Los Niños. Trata-se de uma área de mais de 20 mil metros quadrados que está a ser reabilitada para ter um jardim, um parque infantil, mais árvores e novo mobiliário urbano.

Por enquanto, é desconhecido o futuro da estrutura, pelo menos até serem realizadas as novas inspeções ao escorrega. 

A cidade de Estepona fica na província de Málaga, Andaluzia, em plena Costa do Sol e a poucos quilómetros de Marbella.