NiTfm live

viagens

O filme “Coco” vai transformar-se numa rota turística pelo México

Turismo mexicano quer dar destaque a todos os locais que inspiraram o mágico filme e, através dele, milhões de pessoas. A primeira rota já foi testada, e enquanto não surgem as fixas, pode criar a sua — nós damos uma ajuda.

Em “Coco“, o filme-revelação da Pixar de 2017, acompanhamos a história do heróico aspirante a músico Miguel, um rapaz de 12 anos que, quando confrontado com a proibição ancestral da sua família em relação à música, parte numa viagem à Terra dos Mortos para encontrar e conhecer o seu trisavô, Ernesto De La Cruz, um lendário cantor.

O filme foi um sucesso enorme, comoveu milhões de pessoas em todo o mundo, foi visto por 23 milhões de espetadores só no México, e acabou por ganhar dois Óscares da Academia de Hollywood: o de melhor filme de animação e melhor canção original.

Toda a cultura mexicana, em especial as suas tradições ancestrais e as celebrações dos seus mortos, são um ponto central em “Coco”, pelo que não é de admirar que, dado o seu interesse e alcance, o Conselho de Turismo do México tenha decidido presentear os visitantes do país — e, porque não aumentar o turismo no processo — e criar rotas específicas por todos os locais que inspiram a história.

Afinal de contas, a Disney-Pixar não brinca em serviço e, antes de “Coco”, realizou uma extensa pesquisa que durou quase seis anos, à cultura e tradições do México, e que incluiu visitas de produtores, realizadores e historiadores: aliás, Adrian Molina, co-realizador e argumentista do filme, e Jesus Martinez, da Pixar, são ambos de origem mexicana e foram dois dos envolvidos que estudaram bem os caminhos, as cidades e festividades, para reproduzir a cultura mexicana o melhor possível.

O filme incide muito sobre o culto aos mortos do país, cujo ponto alto acontece nas celebrações do Dia dos Mortos, todos os anos entre o final de outubro e o início de novembro. Por isso, a primeira rota oficial do governo, já testada e que foi um enorme sucesso, foi lançada este ano durante essa semana (por cá, é a semana do Dia das Bruxas e também de 1 de novembro, dia de Todos os Santos, em que se lembram os mortos).

Essa curta primeira rota, por nove cidades de Michoacán, um dos estados mais inspiradores de “Coco”, aconteceu entre 31 de outubro e 4 de novembro. Mas entretanto e felizmente, foi anunciada a intenção de criar mais rotas, passeios e itinerários até mais longos — e fixos, ou pelo menos regulares (todo o ano), para que os viajantes possam experimentar os lugares e as tradições que inspiraram a produção. E em Guadalajara, pretende-se mesmo fazer um parque temático do filme.