NiTfm live

viagens

Nasceu o eBay das viagens: há verdadeiras pechinchas para vender e comprar férias, voos ou hotéis

Comprou bilhete e não pode ir não faz mal, vende e não perde o dinheiro; quer comprar viagens mais baratas, pronto, também há. 

Pronto, é isto, mas um bocadinho mais barato.

É uma plataforma tão genial e bem sucedida, que o seu fundador, Simon Powell, largou tudo para a criar, quando percebeu que ela ainda não existia. A Transfertravel foi fundada há dois anos, quando o empresário, depois de ter comprado uma viagem de luxo para o Dubai, ficou “agarrado” a ela e ao seu astronómico valor, depois de se separar do parceiro.

Como não conseguiu uma devolução junto da agência onde comprara o pacote, contactou o hotel diretamente e foi o recepcionista que lhe deu a ideia de um milhão de dólares: disse-lhe que se encontrasse alguém que quisesse a reserva, mudava-se o nome e sempre recuperava a maioria do dinheiro, conta ao jornal inglês “The Telegraph“.

Powell começou à procura de uma plataforma, ao estilo do eBay mas dedicada a viagens, onde pudesse transferir para alguém o seu pacote de quase quatro mil euros e pelo menos recuperar o dinheiro. Ficou chocado quando não encontrou nenhum site do género, mas nada mais fácil: decidiu abrir um. A Transfertravel foi fundada em 2016 mas é agora notícia em todo o mundo porque sofreu um segundo financiamento, está com o sucesso a firmar-se e é agora global.

Mesmo estando em Portugal, confirmou a NiT junto da empresa, consegue, tal como se de outro qualquer site de leilões se tratasse, pôr as suas viagens, pacotes de férias, voos, estadias em hotéis, cruzeiros ou até experiências à venda, e qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode comprar. Se tiver uma doença súbita, um compromisso profissional ou familiar, um arrufo, se afinal decidir que precisa do dinheiro ou que a ocasião não é a melhor para viajar, é uma boa solução. Das poucas que há no mercado.

E melhor ainda, da perspetiva de quem compra, consegue encontrar tudo isto, os pacotes no Dubai, os hotéis em Nova Iorque, os voos para a Tailândia, as escapadinhas em Florença ou Londres, algumas pechinchas brilhantes de última hora a preços muito mais em conta.

Claro que não há milagres, e como a plataforma ainda está meio no início, não há por exemplo viagens a partir de Lisboa. Mas há a partir de Londres, Manchester, Espanha, ou só estadia, e tendo em conta que em muitos dos casos os descontos são superiores a 50%, vale bem pena.