NiTfm live

Viagens

Louis Vuitton quer transformar um jardim histórico em Paris

A ideia passa por tornar o Jardin d’Acclimatation num dos três maiores parques de diversões da França. 

Inaugurado em 1860, o Jardin d’Acclimatation já conta com 157 anos de história. Situado ao longo da avenida Maurice Barres, entre a Porte de Neuilly e a Porte des Sablons, em Paris, começou por funcionar como um jardim zoológico. Hoje ele ainda continua por lá (numa versão mais pequena), mas conta com a companhia da fundação Louis Vuitton e de um parque de diversões e de lazer.

São 19 hectares de oportunidades e coisas para fazer, portanto — que em breve vão passar a 37 e ganhar uma série de novidades. A LVMH, dona de marcas de luxo como a Louis Vitton, quer tornar o parque mais dinâmico. Como? Tornando-o maior (vai passar a ocupar mais 18 hectares) e construindo 17 novas atrações. As obras vão começar a 4 de setembro, prolongando-se até 1 de maio de 2018. Algumas das diversões vão ser construídas tendo em conta o tema “steampunk”, um subgénero de ficção científica que é inspirado nas máquinas a vapor do século XIX. 

Apesar do parque receber cerca de dois milhões de visitantes por ano, a LVMH não está satisfeita. Este plano de expansão de 60 milhões de euros, que está a ser conduzido em parceria com a Compagnie des Alpes, empresa francesa que constrói parques temáticos e resorts de ski, visa precisamente atrair ainda mais pessoas. 

Delphine Pons, chefe de desenvolvimento da Compagnie des Alpes, revelou em comunicado de imprensa que o grande objetivo é que “o Jardin d’Acclimatation passe a estar em segundo ou terceiro lugar entre os parques temáticos da França”. A LVMH e a Compagnie des Alpes pretendem em conjunto elevar o número de visitantes anuais do parque para três milhões até 2025. 

Clique nas setas para ver as imagens do parque tal como está hoje, divulgadas pelo blogue French Moments