NiTfm live

viagens

Já começou o maior festival de gelo e neve do mundo — e as fotos são incríveis

Durante várias semanas, Harbin, na China, transforma-se literalmente numa Cidade do Gelo.
Parece o Castelo de "Frozen".

É um verdadeiro mundo mágico do gelo e da neve sem igual no mundo — imagens assim só encontra em filmes, como no animado “Frozen“. Entre castelos congelados, esculturas de neve artísticas e dezenas de bonecos de neve, o Festival Internacional de Esculturas de Gelo de Harbin tem mais de mil motivos, todos bem gelados, para uma visita. Nem que seja uma vez na vida.

Até 28 de fevereiro, encontra nesta região da China mais de 120 mil metros cúbicos de gelo — e 110 mil metros cúbicos de neve — criados pelo homem, ou neste caso por dezenas de artistas de 12 países. E tudo isto em temperaturas tão baixas quanto -35C.

Não tenha duvidas: vai passar frio, por isso, os agasalhos são imperativos. As esculturas, distribuídas por uma área de 600 mil metros quadrados, foram criadas com serras de balanço, cinzeis e picadores de gelo. Por todo o lado há competições de arte, esqui, trenó, natação de inverno, pesca e atividades para miúdos e adultos,

Harbin fica na região de Heilongjiang, no nordeste da China. Todos os anos veste-se de gelo para receber mais de 18 milhões de visitantes. O festival começou como uma pequena tradição anual em 1985, inspirada nas lanternas tradicionais de Heilongjiang, esculpidas em gelo e iluminadas por velas.

Ao longo de já várias décadas foi crescendo e ganhando notoriedade internacional, à medida que as suas esculturas aumentavam em tamanho, detalhe e magnificência. Algumas já entraram para o livro dos Recordes do Guiness.

Hoje em dia começa a ganhar um cunho mais competitivo, com vários concursos a decorrer durante o festival e é um evento cada vez mais internacional, competindo com os outros grandes festivais de gelo mundiais, sobretudo da Noruega e do Quebec, no Canadá. Para muitos especialistas, Harbin é no entanto o maior, pela dimensão das obras e pela introdução de incríveis efeitos de luz.

Ao longo de quase um mês de evento, a animação extravasa a parte das esculturas e multiplicam-se as atividades gratuitas pela cidade. Existem, por exemplo, mais de dois mil bonecos de neve construídos ao longo do rio.

Durante o festival, pode visitar quatro grandes áreas. O Festival de Lanternas de Gelo do Parque Zhaolin é onde encontra as mais de mil esculturas de gelo de grande escala e a imitar os edifícios do palácio e a Grande Muralha da China, por exemplo. De noite, são iluminadas por lanternas, criando figuras mágicas. As outras áreas são a de Esculturas da Neve da Ilha do Sol, para visitar durante o dia; o Harbin Ice and Snow World; e o Wanda Ice Lantern World. 

Ir a Harbin não é muito fácil mas também não é impossível: só precisa de apanhar um voo para Changchun, na China, com preços a rondar os 653€ ida e volta, nesta altura do ano. Depois, separam-no do reino mágico do gelo cerca de três horas de carro ou autocarro.

Também encontra diversos voos entre Pequim e Harbin, a cerca de 150€ ida e volta.

Uma vez lá, os bilhetes do evento dividem-se pelas três áreas e começam nos 15€ por zona. No site oficial encontra ainda tours de três dias e diversos pacotes.

Veja algumas das fotos mais incríveis que têm sido publicadas no Instagram a propósito deste festival de gelo.

View this post on Instagram

Ice and Snow World #harbin #china

A post shared by CTL (@ctl888) on

View this post on Instagram

一路向北❄️ #harbin #mychinagram

A post shared by Lylia is not Lydia (@jixuanxuan) on