NiTfm live

Viagens

Há um lago paradisíaco na Sibéria que atrai os instagramers — mas é tóxico

É proibido entrar na água, por ter lixo perigoso. No entanto, isso não tem impedido os visitantes.
São as Maldivas da Sibéria.

Ao olhar para a água azul das fotografias, seria fácil achar que se trata das Seychelles. Porém, está bem longe dessa realidade. É conhecido como Maldivas da Sibéria mas é só um lago perto da terceira cidade com mais habitantes da Rússia, Novosibirsk. Além disso, é tóxico.

Em inglês é traduzido para Lake Ash Dump (algo como Lago de Despejo de Cinzas, em tradução livre). É proibido nadar, já que a razão desta cor turquesa não é, de todo, natural. Resulta de uma reação química da água com os resíduos de uma central elétrica que usa carvão para produzir eletricidade.

A empresa que detém a central, Siberian Generating Company, emitiu um comunicado alarmante no dia 10 de junho nas suas redes sociais. “Imploramos que não caiam no depósito de cinzas enquanto tiram selfies. Esse é o maior perigo. NÃO nadem no lago, a água é extremamente alcalina e pode causar fortes alergias”, pode ler-se no texto.

O jornal “Siberian Times” refere que alguns visitantes dizem ficar com as sandálias a desfazerem-se após andarem à beira do lago, por exemplo. Outros ficam com alergias na pele e a garganta seca. É comum os habitantes irem à zona, e até fazerem barbecues, apesar de relatarem que o cheiro que se sente no local é parecido com detergente da roupa.

Além da água poder ser nociva para a pele humana, devido à elevada quantidade de minerais, é muito lamacenta, o que torna difícil sair dela. A empresa referiu ainda que a água é apenas usada para transportar cinza e que o lago não deve ser utilizado como praia.

No entanto, o comunicado acabou por ter o efeito contrário ao pretendido, gerando mais publicidade em torno do local. As visitas parecem ter aumentado no último mês. Há varias fotografias no Instagram, muitas são fora da água, mas existem inúmeras de pessoas que estão dentro dela. Até sessões de noivos são feitas junto do lago.