Viagens

Greve: Ryanair cancela quase 400 voos, alguns em Portugal

Há pelo menos dois aviões que não vão partir de Lisboa e outros dois que não vão chegar vindos da Alemanha devido à paralisação.

Vai ser um longo caminho.

São mais de 50 mil os passageiros que já foram afetados pela mais recente greve da Ryanair. Desta vez, os trabalhadores da companhia aérea reclamam aumentos para os pilotos e melhores condições de trabalho. Até agora já foram cancelados 396 voos, segundo escreve o jornal “i”, sendo que quatro deles são em Portugal. 

De acordo com o site da ANA — Aeroportos de Portugal, foi cancelado um voo entre o aeroporto de Lisboa e Frankfurt, que deveria ter partido às 9h55. Os aviões da tarde com destino a Frankfurt e Berlim também não vão sair da capital. Nas chegadas, a viagem de Frankfurt para Lisboa das 8h50 não aconteceu e duas outras viagens, também a partir de Frankfurt e Berlim, não vão aterrar no Aeroporto Humberto Delgado. 

De acordo com a mesma publicação, a companhia já emitiu um comunicado em relação à greve desta sexta-feira, 10 de agosto onde refere que “a maioria dos clientes já foi acomodada num outro voo”, e que a greve é “lamentável e injustificada”.

No mesmo documento, os irlandeses defendem que “mais de dois mil voos da Ryanair funcionarão normalmente, transportando quase 400 mil passageiros em toda a Europa.”

Recorde-se que, desde o início do ano, têm sido várias as greves dos trabalhadores da Ryanair. A mais recente, no final de julho, cancelou dez voos em Lisboa e no Porto.