NiTfm live

viagens

Greve da Ryanair já cancelou dezenas voos em Lisboa e no Porto

Às 7h30 da manhã desta quarta-feira, já se notavam os primeiros efeitos da paralisação de dois dias.

Trabalhadores exigem a aplicação da lei nacional.

Várias dezenas de voos foram já cancelados na manhã desta quarta-feira, 25 de julho, nos aeroportos de Lisboa e no Porto, devido à greve de tripulantes da Ryanair. As informações vão sendo atualizadas na página da ANA – Aeroportos de Portugal.

Segundo fontes sindicais, citadas pelo “Jornal de Notícias“, apenas dois dos 22 voos da Ryanair partiram do Aeroporto do Porto, na manhã desta quarta-feira, enquanto em Lisboa foram cancelados seis voos e, em Faro, cinco.

Os tripulantes de cabine da transportadora aérea Ryanair cumprem esta quarta e quinta-feira uma greve europeia para exigirem a aplicação da lei nacional.

Na passada semana, a companhia avisou que, por causa do pré-aviso de greve, previa cerca de 50 cancelamentos, tendo notificado os passageiros com antecedência, por email ou sms.

À Lusa, também citada pelo “JN”, Bruno Fialho, do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) disse que, na terça-feira, vários tripulantes de cabine portugueses receberam uma carta da empresa com ameaças.

“Ontem [terça-feira] houve a pior das situações ilegais: Foi uma coação sobre os trabalhadores. Foi enviada uma carta ameaçando os mesmos de que se não fossem voar em dias de folga e que batiam nos dias da greve iriam ser despedidos. Isto em Portugal é crime e não sei o que o Governo português pretende fazer sobre todas as provas que já foram apresentadas da conduta que a Ryanair tem com os trabalhadores portugueses”, adiantou.