viagens

Finlândia vai ter ilha turística só para mulheres

Uma ilha ao largo da costa finlandesa está a ser transformada num retiro de bem-estar. De luxo e só para o sexo feminino.

Neste resort, não há lugar para homens.

Uma semana de férias por 2850€  (preço por confirmar) parece um pouco abuso. Uma semana num retiro de bem estar e wellness longe de confusões, de trabalho e tarefas, da carreira e colegas, de filhos, maridos e namorados, de cidades e trânsito, com spa e mimos por 2850€? Talvez não seja assim tão caro.

Parece conversa de feministas fundamentalistas mas não é, ou não pretende ser, pelo menos totalmente. Uma blogger norte-americana famosa, que com o tempo se foi tornando empreendedora, e depois magnata com empresas no topo de listas lucrativas, criou uma rede chamada SuperShe, que pretende unir, ajudar e inspirar mulheres de todo o mundo a terem uma vida mais saudável. Beleza, saúde, moda, viagens, dicas para que possam realizar os seus sonhos e conseguirem o que querem, criar mudanças, tudo a que têm direito.

O blogue e a rede consistem em sugestões, sobretudo de viagens, tendo como base a premissa que viajar pelo mundo é das melhores forma de chegar à auto descoberta e à felicidade — até tem um artigo sobre 24 horas em Lisboa. O próximo passo? Construir uma ilha, pois claro. Ou melhor, comprar uma pequena ilha ao largo da costa finlandesa e transforma-la num retiro para mulheres — há a hipótese de se generalizar ao género masculino mas, para já, mulheres.

Isto porque segundo a criadora, Kristina Roth, a ideia surgiu quando tirou várias férias para recuperar e descansar na Califórnia e descobriu que algumas mulheres que se encontravam no mesmo local, acompanhadas, confessavam que mudavam o seu comportamento quando os homens estavam por perto, e que não podiam verdadeiramente relaxar. Então, segundo o New York Post que falou com a blogger e empresária, quis criar um espaço onde elas pudessem simplesmente “estar”, concentrar-se em si mesmas.

Conseguiu comprar uma ilha — ironia das ironias, foi o seu namorado que a encontrou — que fica a cerca de 90 minutos de Helsínquia, e está em fase final de construção o tal resort de bem estar, já a aceitar candidaturas — ouviu bem, espera-se tanta adesão inicial que para começar não há reservas. As reservas propriamente ditas começam em junho, mas para ir à ilha, convém primeiro entrar no clube SuperShe, de preferência mandando um vídeo. Os preços para uma semana deverão rondar os tais 2850€, preço avançado pela Lonely Planet mas que ainda não foi confirmado. No entanto também está prevista a criação de pacotes de menos dias, logo, mais baratos.