NiTfm live

Viagens

Este é o viajante mais fofinho de sempre: Fluffy, um leopardo de peluche

Ninguém sabe exatamente quem são os donos, mas uma coisa é certa: o peluche já visitou mais de 400 destinos, em quase 50 países.
O Fluffy.

Já esteve nas montanhas da Noruega, nos campos da Tailândia e nas paisagens incríveis da Austrália. Já fez esqui na Nova Zelândia e imergiu nas selvas do Laos: Fluffy é o viajante mais fofo de todos os tempos — literalmente. E é provavelmente o animal de peluche mais viajado do mundo.

Todos nos lembramos do filme “Ted“, em que um urso de peluche animado vivia aventuras com o seu amigo humano. Este Fluffy é algo parecido, sem as tardes a beber cerveja e numa versão mais infantil e muito mais enternecedora. Segundo a “Bored Panda“, há 10 anos que este leopardo de peluche (isso mesmo, leopardo de peluche) percorre o mundo. Apelidado de BiteSizedPacker (qualquer coisa como mochileiro de tamanho pequeno), o Fluffy já viajou mais do que muitos humanos: cerca de 46 países, com um total de 200 destinos nas sua mala — ou onde quer que seja que os leopardos de peluche guardam as suas coisas.

Na página do site em jeito de blogue de Fluffy, explica-se a sua história: que ainda antes de ser um viajante famoso, incrível e com milhares de seguidores nas redes sociais, o leopardo até já era famoso: as suas aventuras começaram em 2010, dois anos depois de entrar num filme holandês, chamado “Oito“.

É aqui que poderá estar a única pista de quem é, ou são, os donos de Fluffy, já que na prática ninguém o sabe oficialmente. A dado ponto no seu blogue, o leopardo explica: “A minha aventura começou a 14 de junho de 2008. Os meus humanos compraram-me para estrelar o longa-metragem holandês PPJR Productions “Eight”. Embora inicialmente fosse uma ator secundário, mostrei-lhes que tinha muito mais para a oferecer: sonhava ver o mundo e sabia que, com a ajuda dos meus novos humanos, poderia fazer isso acontecer”.

Fluffy adianta: “Embarquei na minha primeira viagem além fronteiras em 2010, juntando-me ao meu humano Pim e ao seu amigo Martin numa aventura de 11 países pela Europa, viajando da Holanda para a Noruega, passando Itália. Desde então, viajei para perto de 50 nações, visitando mais de 400 cidades, vilas e aldeias (…) mal posso esperar para ver ainda mais este mundo maravilhoso, repleto de animais fabulosos e humanos tolos”.

A NiT investigou e descobriu que, quando Fluffy se refere a Pim, só pode estar a falar de Pim Razenberg, o realizador do tal filme. O que não fica absolutamente claro é se é com Pim que ele ainda viaja por todo o mundo, mas será o mais provável.

Certo é que, sobretudo através da sua conta de Instagram, milhares de pessoas de todo o mundo compartilham “um pouco da sua felicidade”, como o leopardo tantas vezes repete.

Aqui, pode ver que o mochileiro de peluche já explorou os antigos templos do Cambodja, caminhou em vulcões ativos na Indonésia, andou de moto pelos arrozais do Vietname, escalou montanhas cobertas de neve na Nova Zelândia e alimentou cangurus selvagens no interior da Austrália.

O melhor será mesmo seguir o Fluffy. Vai valer a pena.