NiTfm live

viagens

Companhias aéreas americanas vão dar prioridade a pessoas com alergias alimentares

Quem tiver alergias graves, sobretudo a frutos secos como nozes e amendoins, passa a entrar mais cedo no voo, para higienizar o lugar. 

Novas regras para maior segurança.

As companhias de aviação norte-americanas American Airlines e Delta Airlines estão a aprovar novas políticas de embarque nos seus aviões que incluem a prioridade de entrada a pessoas que declarem ter alergias alimentares graves, sobretudo a frutos secos, como as nozes ou amendoins.

São cada vez mais as pessoas em todo o mundo a sofrer deste tipo de alergias alimentares, e os choques anafiláticos, que facilmente colocam uma vida em risco podem, em alguns casos, ser provocados por migalhas ou vestígios. Por isso, as companhias garantem que, mesmo apesar de limparem o aparelho e de não servirem produtos destes a bordo, não acontecem acidentes com restos de alimentos levados — e deixados —  pelos anteriores passageiros.

Segundo a “Bloomberg”, citada pela “Business Insider“, a primeira companhia a aprovar esta medida foi a Delta Airlines. E em dezembro, entra em vigor a mesma ação, mas na American Airlines.

Na prática, os passageiros com alergias só têm de declarar esta condição no portão de embarque para entrarem no avião um pouco antes dos outros, tendo assim tempo para, com ajuda da tripulação e simples toalhetes, garantir que a limpeza é completa e não ficam vestígios.

Segundo a “USA Today”, a companhia tomou a decisão após várias reclamações no ano passado pela Food Allergy Research & Education, uma organização sem fins lucrativos voltada para a consciencialização e alergia alimentar, bem como outra queixa de uma mulher cujo filho tem alergia a amendoins. A medida entra em prática a 12 de dezembro.