NiTfm live

Viagens

Bem-vindos às 3 maravilhosas cascatas da Serra de São Mamede

Vai ser preciso percorrer um trilho para lá chegar, mas são uma bela alternativa às praias mais cheias do País.
Um dia para relaxar.

O Parque Natural da Serra de São Mamede abriga águias, veados e javalis. Mas pelo meio existem algumas das cascatas mais bonitas do interior de Portugal e que estão escondidas no final de trilhos que exigem algum esforço e espírito aventureiro. Seja como for, a visão do destino final vai valer a pena. 

A Cascata Ribeira do Arronches, a Cascata da Cabroeira (também conhecida como Cascata da Rabaça) e a Cascata de São Julião (ou do Monte Sete) são três belos exemplos disso mesmo no Alto Alentejo. Basta um dia de chuva para estes duches naturais ganharem uma força incrível, capaz de criar um cenário realmente paradisíaco. 

A queda d’água de São Julião está localizada perto da aldeia de Monte Sete. Fica escondida num vale por onde corre o rio Xévora e forma pequenas lagoas maravilhosas. Se quiser fazer uma escapadinha longe da cidade e passar um fim de semana à procura destas relíquias, a nossa sugestão é reservar um quarto em Portalegre. A partir de lá, pode seguir para qualquer uma das três cascatas, mas atenção.

Uma das imponentes cascatas da Serra de São Mamede pode ser encontrada pouco antes de chegar à aldeia da Rabaça. A Cascata da Cabroeira é um pequeno tesouro que cria um ambiente ideal para passar o dia a namorar.  

Carregue na galeria para conhecer melhor as três cascatas sugeridas pela NiT e que se mantêm escondidas (das massas, pelo menos) no Alentejo.