NiTfm live

viagens

Bear Grylls tem um novo parque de aventuras no Reino Unido — pode nadar com tubarões

Com as cordas mais altas da Europa, este paraíso dos aventureiros fica em Birmingham, a poucas horas de Portugal.
Um sonho para os fãs de Bear.

Este parque não é para pessoas com medo de emoções fortes. “Teste os seus limites” é o desafio e uma das frases chave de Bear Grylls, apresentador de programas de aventuras, escritor, montanhista e ex-membro das Forças Especiais Britânicas. E agora impulsionador de um parque de aventuras em Birmingham, no Reino Unido, que é o sonho de quem devora os programas de sobrevivência — e de quem sempre quis passar por estas experiências radicais.

O britânico, que é também o atual Chefe de Escuteiros na Inglaterra, inaugurou no passado mês de setembro, mesmo junto da estação de comboios de Birmingham, o Bear Grylls Adventure. Trata-se de um mega parque temático concebido pela Merlin e que custou mais de 22 milhões de euros.

Os organizadores chamam-lhe a “primeira atração global de aventura” do mundo, porque está cheia de desafios mentais e físicos para quem procura emoções fortes — ou simplesmente mais contacto com o lado selvagem da natureza.

Aqui, pode escalar a mais elevada jaula de cordas altas da Europa. Ou andar em arames zip, fazer um curso a mimicar as forças especiais, superar um labirinto de sobrevivência, comer insetos, fazer queda livre, ser impulsionado no ar por ventos fortes e ainda mergulhar no meio de peixes e tubarões. Tudo isto apenas num dia.

A aventura começa num Basecamp, ou Campo de Base, que é aliás o bilhete mais barato e simples que pode comprar: por cerca de 22€, tem já quatro desafios, entre individuais e de grupo, organizados pela equipa e inspirados nas experiências militares e de aventura de Grylls.

A partir daqui, pode ir acumulando atividades. Por cada uma que escolhe, o preço aumenta: o Basecamp mais uma atividade custa 40€; mais duas atividades, 55€, e por aí fora. Por cerca de 180€, tem acesso a tudo.

A oferta é variada e adequada ao tipo de emoções que os visitantes procuram. Encontra salas de escape temáticas de aventura, por exemplo. Ou o tal percurso de cordas altas mais alto da Europa. Este tem 36 desafios no total e não é aconselhado para vertiginosos. São cinco andares, sempre a subir.

Se prefere equilíbrio, tem um ziper de arame, vigas e pontes de escada. Ou pode ter na sua lista saltos de para-quedas, e encontra uma atividade de 90 minutos que inclui um túnel de queda livre, sem nunca entrar num helicóptero. Se gosta de emoções (ainda mais) fortes e mais vocacionadas para a natureza selvagem, bem típica dos programas de Bear Grylls, talvez o indicado seja o labirinto de sobrevivência. Aqui, o curso inclui rastejar por um túnel, caminhar ao longo de uma saliência ao redor de uma piscina rasa de água, passar em paredes apertadas, até ser capturado.

Noutra sala, pode experimentar comer escorpiões e outros insectos, de várias espécies e formas de preparação. E quer seja experiente ou inexperiente em mergulho e snorkel, vai querer certamente experimentar um incrível tanque, em forma de mandíbula gigante, onde encontra corais e centenas de espécies marinhas. E isto inclui tubarões — daqueles que preferem verduras a seres humanos, porém não deixa de ser emocionante.

Tem ainda tiro ao alvo, parede de escalada e um curso de assalto, experimentado e testado pelos Royal Marines. Envolve arrastar redes de carga, passar por cima de muros, experimentar um treino de fuzileiros, basicamente.

Com tanta aventura e emoção, o parque só não é propriamente adequado para famílias. No seu site, explica-se que é projetado para maiores de 15 anos e que todos menores de 18 precisam de permissão dos pais ou um acompanhante mais velho. Também há restrições de altura, peso e até saúde, não podendo por exemplo ter uma lesão muscular para fazer determinadas atividades.

O parque funciona todos os dias úteis, do meio-dia até as 22 horas; das 10 às 22 horas aos sábados; e das 10 às 20 horas aos domingos. 

Localizado ao lado da Arena Genting dentro do National Exhibition Center (NEC) do Reino Unido, o campo de aventuras está apenas uma curta caminhada da Estação Ferroviária Internacional de Birmingham e a 15 minutos (também a pé, claro), do terminal principal do Aeroporto Internacional de Birmingham. 

As primeiras críticas dos visitantes no Facebook do parque são todas acima das 4,5 estrelas.

Para chegar a Birmingham, consegue voos de ida e volta de Lisboa, em março, a partir de 130€.