NiTfm live

Viagens

O Airbnb mais barato (e insólito) de sempre: uma tenda no pátio de alguém

Acomoda uma pessoa, custa cerca de 9€ e fica no Reino Unido — mas é notícia em todo o mundo.
Uma pechincha.

Ninguém duvida que as plataformas de alojamento local ajudaram a diversificar o mercado da hotelaria, oferecendo em todo o mundo opções variadas — em muitos casos mais em conta —, para quem não faz questão de ficar sempre instalado em hotéis com amenities e limpeza diária. Mas há anfitriões que levam essa liberdade de oferta um pouco ao extremo, parecendo exceder-se na interpretação do que é alojamento alugável. Se bem que, no limite, a opção fica sempre à discrição do viajante.

Com a internet e as plataformas como o Airbnb, mais pessoas conseguiram maneira de viver as suas férias de sonho sem gastos astronómicos. Na maioria das vezes tudo corre bem — o pior é quando os espaços parecem maus demais para serem verdade.

Depois de a NiT lhe ter falado de um alojamento em Brooklyn, EUA que se revelou uma despensa num vão de escada — e numa altura em que Portugal está a recuperar das ofertas de arrendamento irreais na zona de Lisboa, com preços elevados para o que é disponibilizado — esta anfitriã britânica pelo menos é honesta: e o que tem para oferecer é uma tenda, de uma pessoa, no pátio da sua casa. Por cerca de nove euros por noite — dez com taxas, ou cerca de 12€, se quiser tomar banho.

A notícia surgiu primeiro na imprensa local — o alojamento fica em Kent, no Reino Unido — mas rapidamente chegou a plataformas mais internacionais como o MSN, “Insider” e “The Travel“. Estas chamam-lhe  a listagem mais barata do Airbnb no Reino Unido, para depois recordar o óbvio: que é apenas uma barraca num quintal.

A listagem, intitulada “Barraca Sheppey da Sapphire perto da praia” fica, de facto, numa casa perto da praia. No pátio, no pequeno pátio, imagina-se que da casa da anfitriã, pode então por 10€ alugar uma tenda, vulgaríssima, das de loja, com um colchão que aparenta ser de ar e saco cama. Outra tenda ao lado, ainda mais pequena, funciona como casa de banho, em moldes que não são bem explicados.

A descrição diz qualquer coisa como “durma ao ar livre na privacidade de um quintal; ideal para um aventureiro a solo para experimentar a região sob as estrelas, perto da praia!”

Foto da listagem.

Ao ler mais, percebe-se as vantagens: na casa que tem o pátio, o piso térreo está vazio — o que não quer dizer que possa dormir lá, mas sim que tem “mais privacidade dentro do jardim fechado”.

Tem também a hipótese de tomar banho, por cerca de mais 2,3€: mas também não é na casa, e sim num complexo desportivo do outro lado da rua, que oferece o uso de chuveiros por esse preço.

De resto a listagem tem várias fotos, destaca uma extensão com acesso à tomada elétrica, um pequeno caixote de lixo, uma luz de teto recarregável e uma pia externa que consiste num jarro de água com sabão e toalha.

Consegue ainda ter lençóis e toalhas e até uma botija de água quente, reforçada com a dita água quente sempre que necessário, promete a anfitriã.

A oferta tem apenas uma crítica e incrivelmente nem é negativa e elogia a simpatia da responsável e a piscina com chuveiros do outro lado da estrada.

Se preferir apostar em mais conforto, a mesma anfitriã disponibiliza ainda, na mesma propriedade, de um colchão nas traseiras de uma caravana a cerca de 11€ por noite, ou um espaço com colchão na sala de visitas. Finalmente, na listagem, a responsável, Desirée, até partilha um artigo da imprensa local, que chama a este o alojamento mais barato do Reino Unido — e que a cita, dizendo “sempre quis ter uma tenda para alugar; e ao ver este espaço decidi-me”.