NiTfm live

Viagens

30 anos depois, os Himalaias voltaram a ser visíveis em certas zonas da Índia

O isolamento provocado pela pandemia deu origem a uma redução histórica da poluição naquele país.
Os níveis de poluição baixaram.

Há 30 anos que os Himalaias não estavam visíveis a partir destas zonas da Índia. Os níveis de poluição do ar registaram quedas significativas devido ao isolamento  dos cidadãos imposto pelo governo como forma de combate à pandemia do novo coronavírus. A quarentena de 21 dias foi implementada na Índia a 24 de março.

O distrito de Jalandhar, em Punjab, a mais de 200 quilómetros da cadeia montanhosa, é um dos locais onde agora é possível avistar os Himalaias. Os moradores têm partilhado imagens impressionantes nas redes sociais que provam o acontecimento.

Harbhajan Singh, jogador reformado de cricket, utilizou a sua conta de Twitter para mostrar o seu espanto ao ver pela primeira vez as montanhas cobertas de neve desde a sua casa, em Jalandhar.

Noutro local, em Jammu, a mais de 260 quilómetros dos Himalaias também já é possível avistar as montanhas.

Um relatório da India Today Data Intelligence Unit refere que o índice de qualidade do ar desceu dos 115 para os 75 nos três primeiros dias de quarentena. Até aos 50, o índice de qualidade do ar significa que a poluição apresenta poucos ou nenhuns riscos para a saúde, enquanto que dos 51 aos 100 o risco é moderado.

A Índia regista, até à data de escrita deste artigo, 5916 infetados pelo novo coronavírus e 178 vítimas mortais.