NiTfm live

turismos rurais e hotéis

Crítica: no Salgados Palm Village o tudo incluído é rei, a língua é o inglês e nem apetece ir à praia

A repórter da NiT foi ao Palm Village e rendeu-se ao Tudo Incluído. Um dos melhores resorts do mundo para famílias fica no Algarve.

Nunca fui muito de “Tudo Incluído”. O conceito sempre me desinteressou, pela ligeira imposição de estar num resort por oposição a uma terra, de viver apenas uma experiência, por oposição a uma possibilidade ilimitada delas. Ir a Cabo Verde com tudo incluído e deixar passar as lagostas ou esparguetes de atum de Santa Maria do Sal, por exemplo, nem pensar. Até agora.

Fui conhecer com a NiT o Hotel Salgados Palm Village, do grupo NAU Hotels & Resorts, um dos vencedores da edição do ano passado, daquele que é um dos mais prestigiados prémios do setor: o Travellers’ Choice Award do TripAdvisor.

É prestigiado porque se baseia no que mais importa, nas opiniões de quem visita. E da lista de 2017 das unidades que oferecem condições ideais para uma estadia em família, constava então este português Salgados Palm Village Apartments & Suites. Um dos melhores do mundo neste segmento, portanto.

Tal como é habitual, a unidade localizada na Herdade dos Salgados, em Albufeira, reabriu em abril e só fecha em outubro, prometendo mais uma temporada de primavera/verão a milhares de visitantes nacionais e internacionais — mais internacionais do que nacionais, mais ingleses do que de qualquer outro país. O único regime possível? Tudo incluído.

O convite para a visita da NiT surgiu precisamente para conhecer e dar a conhecer este mundo à parte, no meio da multiplicidade de mundos que já é o Algarve. E as expectativas estavam, com tantos prémios e críticas positivas por essa internet fora, mais alguns certificados ambientais e de excelência pelo meio, muito elevadas.

Foi pegar na família — afinal de contas, a unidade é referenciada sobretudo para famílias — arrumar algumas coisas no saco e partir de fim de semana, de preferência estarmos instalados a horas de ver o Portugal-Espanha.

E foi possível à tangente, trânsito caótico e tudo pelo meio, graças à primeira grande qualidade do espaço: a localização. O resort fica praticamente à saída da A22, e a poucos quilómetros da A2, ou seja, indo de Lisboa, é uma viagem 99% de auto-estrada, menos de três horas sem sequer acelerar. São sete quilómetros de Albufeira, seis da Guia, 21 de Portimão, 45 de Faro.