NiTfm live

turismos rurais e hotéis

Crítica: quando o Algarve e o tropical se juntam, nasce o NAU Salgados Palace

É dos melhores hotéis para famílias em Portugal e está no terceiro ano com Tudo Incluído. A NiT conta-lhe tudo sobre o resort.
E é isto.
83

Quatro piscinas, uma das quais com um enorme barco de piratas e escorregas para a água dos dois lados. Um Kids Club com animação, inclusive depois do jantar para aproveitar no exterior as noites quentes de verão, e um mágico, Rivotti, a deslumbrar todos com os seus truques, no interior. Em dias alternados, música ao vivo. Um mini-golfe, transporte de comboio para a praia, quartos espaçosos com duas televisões, sumos naturais, muita fruta e um elevador panorâmico, com vista para as piscinas. Uma máquina de pipocas quentes. Não é preciso muito mais para os miúdos se sentirem numas férias de sonho. Longe de casa e num incrível “mundo hotel”, nas suas palavras. E, se eles o sentem, a família irá concordar. 

Na minha segunda visita a um hotel NAU no Algarve, fui conhecer o Salgados Palace, perto da praia com o mesmo nome e de uma reserva natural. Já tinha estado no vizinho Palm Village e adorara a experiência. O Palace, de 5 estrelas, é ligeiramente diferente: no primeiro impacto parece menos familiar, mais requintado e voltado para a sua vertente de congressos pela qual foi, aliás, sobejamente premiado, menos virado para o exterior.

A piscina do barco.

Tudo isso muda quando se conhecem os jardins e a área das piscinas: é quase como entrar num pequeno mundo tropical, mas com ares e cheiros do Algarve. As frondosas palmeiras, a sucessão alucinante de piscinas e espreguiçadeiras, o verde do campo de golfe que com ele se une a perder de vista até que no horizonte se junta ao mar.

Que fique bem claro: a localização e exteriores do Palace são incríveis e, a todos os níveis de que me lembre, irrepreensíveis. Não há uma variedade infinita de espaços mas há áreas para estar, circular e aproveitar, bem cuidadas e arejadas. E claro que também é familiar: com tanta piscina, duas das quais para miúdos, a unidade tem até mais famílias do que casais; e, ao contrário do vizinho Palm, parece ter mais portugueses do que estrangeiros.

Numa linha quase reta voltada para os imponentes exteriores, os quartos e interiores também não ficam atrás. O hotel é recente, tem menos de dez anos, mas tem aquele ar de resort antigo, em bom: sobretudo nos quartos, que são enormes e com cortinas pesadas que não deixam entrar a luz de manhã (obrigada). As camas são grandes e super confortáveis.

Os pés altos nos alojamentos, as casas de banho com espaços generosos, os corredores compridos, todos contribuem para a sensação de hotel antigo (pelas áreas maiores do que é hoje comum), porém moderno: com várias televisões, wi-fi sempre ligado, decoração simples mas eficaz, fotos panorâmicas das praias do Algarve impressas nas paredes.

Alguns quartos têm uma varanda e vistas sobre o oceano e o campo de golfe, com cadeiras para poder estar e aproveitar o final de tarde. A maioria é virada para as piscinas e/ou para o mar.

No total, o hotel tem 228 unidades de alojamento, incluindo 12 suites de luxo e uma suite imperial. Além das quatro piscinas exteriores, há um SPA, vários restaurantes e bares e o tal Centro de Congressos. Em 2016, o grupo NAU decidiu inaugurar, durante a época de verão, a oferta de Tudo Incluído, que anteriormente não tinha — aquela que fui agora conhecer. Provavelmente por causa disso, já este ano entrou no Top das 25 melhores unidades para famílias em Portugal, nos Travelers Choice Awards do TripAdvisor. 

Um dos quartos.

O Salgados Summer Club, assim se chama a opção de Tudo Incluído durante a época alta, está disponível todos os verões entre junho e setembro, para estadias mínimas de três noites. 

Isto quer dizer que quem comprar a estadia neste pacote — assim que escolhe três ou mais dias para reserva nesta altura, é logo a primeira que aparece — tem todas as refeições nos três restaurantes, bebidas e snacks nos bares, possibilidade de levar um (ou mais) cocktails de fim de tarde para a beira da piscina. E ainda animação, tanto no Kids Club como nas áreas exteriores e interiores. Também tem um programa de atividades, com cartaz semanal.

Para comer encontra três opções: a primeira, o restaurante All in One, o buffet com comida nacional e internacional, onde também é servido o pequeno-almoço. Começando pela que dizem ser a refeição mais importante do dia, há basicamente toda a oferta que se possa esperar: dos sumos naturais às panquecas, do bacon e ovos à fruta fresca.

Quanto às refeições, de almoço e jantar, são também variadas. Na primeira noite, apanhámos o que parecia ser uma noite temática chinesa, com praticamente todos os pratos com esse toque. No último almoço, havia como opção, entre outras coisas, cabrito assado à padeiro, o que me pareceu bastante surpreendente, dada a qualidade, o preço habitual deste prato e a velocidade com que saía (e desaparecia). Há sopa sem sal para os miúdos e sempre um prato de peixe grelhado para que eles não andem uma semana a cair na tentação das pizzas, massas e hambúrgueres (que também há).

Na oferta da restauração, seguem-se as opções por marcação: apenas por questões de reserva de lugar, já que tem direito a elas no pacote Tudo Incluído. Pode experimentar o 19th Hole Bar & Restaurant, junto à piscina, onde o almoço é também buffet, ainda que ligeiramente menos variado.

Ali, o jantar é mais voltado para os petiscos e grelhados. Finalmente, no Moonlight Bar & Restaurant o jantar é mais requintado e até tem de cumprir o dress code de casual chic. Os pratos que experimentámos eram bons: um risotto do mar incrível, um bife igualmente bom, peixe grelhado para os miúdos. Pode optar por hambúrgueres, também. Para usufruir deste restaurante, a estadia mínima é de cinco noites.

O restaurante buffet.

Voltando ao 19th Hole Bar & Restaurant, também ali há uma oferta mais comum no estrangeiro, mas não tanto nos hotéis (pelo menos, nos que conheço) em Portugal: lanche e hora do lanche. Isso mesmo, o restaurante cheio de comida como se fosse hora de ponta, de fruta como melancia e melão, de bolachas e bolos, mini hambúrgueres, tostas, sumos naturais, iogurtes, batatas fritas e calamares para os mais ousados, um pouco de tudo.

Está cheio a esta hora e até pode levar qualquer coisa para junto das piscinas, que ficam logo ali ao lado. A ideia é boa, a conceção tem um defeito: os pratos de plástico. Percebe-se que seja para esse fim, de tornar a comida transportável, mas como mera sugestão, fazia falta a opção de loiça, ou até plástico reutilizável, para evitar o lixo e desperdício.

Quanto ao Kids Club, este foi completamente reformulado e agora tem uma parede de escalada e parque infantil de areia da praia no exterior, espaços para brincar e atividades no interior.

Fora do Tudo Incluido, pode ainda recorrer ao spa, aulas de golfe, passeios, cabeleireiro e até babysitting, mediante custos variáveis. 

Finalmente, para quem quer ir à praia, tem um comboio turístico gratuito, mas também pode ir a pé por um pontão de madeira: são cerca de dez minutos a andar.

O hotel fica colado ao Campo de Golfe dos Salgados, perto de Albufeira e da Guia para quem quer aproveitar a restauração ou animação. O Zoomarine é super perto e as estadias no hotel até dão bilhetes: para quem fique cinco ou mais noites no NAU Salgados Palace ou Palm Village, tem a opção de escolher entre entradas para o Zoomarine ou para o Slide & Splash. E o melhor é que são bilhetes que evitam as habituais filas, não precisando de ser trocados.

Lisboa fica a cerca de três horas de carro, deste “mundo hotel” ou hotel mundo de ar tropical, das máquinas de pipocas quentes, dos quartos que parecem casas, da piscina dos escorregas e barco pirata e dos incríveis truques do Mágico Rivotti. 

Em setembro, três noites para um quarto duplo ficam a cerca de 648€ para dois adultos com duas crianças; o que dá pouco acima de 200€ por quarto e por noite.

Uma das piscinas.