NiTfm live

Miúdos

Na nova versão do Monopólio, as mulheres ganham mais do que os homens

Chama-se "Ms. Monopoly" e pretende celebrar a emancipação feminina. Ainda não se sabe quando chega a Portugal.
O jogo pertence à Hasbro

O icónico jogo de tabuleiro que marcou muitas infâncias — o Monopólio — vai ter uma nova versão. O “Ms. Monopoly” (ou “Menina Monopólio”, em tradução livre) é o lançamento da Hasbro que pretende celebrar a emancipação das mulheres. 

A estratégia da empresa promete dar que falar. É que o jogo tem como premissa criar uma realidade onde as mulheres recebem mais do que os homens “pela primeira vez”, revelou a Hasbro em comunicado. Ao contrário do jogo clássico, em que todos os participantes recebem 200 euros ao passar na casa de partida, no “Ms. Monopoly” só os homens ganham esse valor, enquanto as mulheres têm direito a 240.

Pela primeira vez, a figura que ilustra o jogo passa a ser uma mulher, que vem substituir o conhecido senhor de cartola e bigode que aparece em todas as caixas de jogos. 

“É uma abordagem nova e divertida que cria um mundo onde as mulheres têm uma vantagem que é normalmente gozada pelos homens”, afirmou a empresa. “Mas se os homens jogarem da maneira certa, também podem fazer mais dinheiro”.

No entanto, esta versão traz mais novidades. Em vez de comprar propriedades, os jogadores irão investir em invenções de mulheres, como é o caso das bolachas com pepitas de chocolate e da rede Wi-Fi. 

Em 2018, a empresa de brinquedos lançou uma versão do jogo de tabuleiro a pensar nos Millenials, que foi recebida com muitas críticas no Twitter. O jogo incluía comentários como “esqueça o imobiliário, não tem possibilidades para comprar de qualquer modo” e focava-se em estereótipos associados à geração, como as tostas de abacate e o veganismo.

Para já, ainda não se sabe quando é que a versão feminista do Monopólio vai estar disponível em Portugal.

A mascote é nova.