NiTfm live

Miúdos

Avô Cantigas: “Só agora fui avô a sério pela primeira vez”

É assim que toda a gente o conhece mas o primeiro neto do cantor, que vai atuar no Kids Music Fest, acabou de nascer.
O Kids Music Fest acontece este fim de semana.

Prepare os seus melhores passos de dança e desmarque tudo o que tiver para fazer a 29 de junho, sábado, porque as colunas dos jardins do Casino do Estoril, no Estoril, vão tocar alguns dos maiores êxitos de Carlos Vidal — ou Avô Cantigas, como é conhecido.

O Kids Music Fest está de regresso entre 28 e 30 de junho, das 10 às 20 horas, e os miúdos vão poder participar em ateliers criativos, matraquilhos humanos ou guerras de almofadas, brincar em insufláveis, treinar saltos em trampolins e assistir a muitos concertos, como o do avô mais conhecido do universo infantil.

O cantor de 65 anos — que nasceu e viveu até aos 11 anos na Lousã — garante que o facto de toda a gente cantar, até aos dias de hoje, os seus singles é o que tem feito da sua carreira um sucesso. No dia 29 sobe ao palco do festival (onde também vão atuar Bárbara Bandeira, Sea, Atoa e muitos outros) quando forem 11h30.

Numa entrevista dada à NiT, Carlos Vidal diz que o seu espetáculo está “ainda melhor” do que antigamente. Será uma festa para ouvir singles como “A Cantiga do Avô Cantigas”, “Fungagá da Bicharada”, “Fantasminha Brincalhão” ou “O Popó do Papá”.

Os bilhetes para o Kids Music Fest estão à venda na Ticketline: custam entre 15€ (válido por um dia para uma pessoa) e 39€ (pack de família até cinco pessoas). Nos dias 29 e 30 de junho, a entrada é grátis para quem doar sangue. Antes, leia a entrevista ao Avô Cantigas.

Apesar de toda a gente lhe chamar avô, o seu primeiro neto só nasceu recentemente. Qual a sensação de ser avô pela primeira vez?
Depois de 37 anos a ser o avô de Portugal, nasceu no dia 17 de junho o meu primeiro neto, o Estevão. É uma ternura, é realmente um amor em constante crescimento. Tenho o mesmo sentimento de quando fui pai, mas agora tenho a maturidade, a sabedoria e a tranquilidade das décadas, e isso dá um sabor especial. Pegar-lhe ao colo, aconchegando-o junto ao peito é a melhor sensação do mundo.

Como é ser o Avô Cantigas de várias gerações?
Eu adoro ser o avô de imensos miúdos, mas adorei ser o avô da geração que agora está na faixa dos 30 anos. Esta geração olhava para mim como o seu Avô Cantigas e agora sou simultaneamente o dos seus filhos, é uma passagem de testemunho.

As tecnologias que estão agora por todo o lado alteram o comportamento dos miúdos e até os seus gostos? 
As tecnologias alteram o comportamento das crianças, mas não a minha relação com elas. A tecnologia pode ser usada para ver os vídeos e, nesse aspeto, sou um alvo apetecível. Tenho milhões de visualizações no YouTube.

Sente a preocupação ou a responsabilidade de ser um ídolo dos miúdos?
É um peso muito leve, é uma sensação bastante agradável, porque quero deixar o meu marco. Sentir que o rio passou, mas não secou, continuo a marcar um trajeto que será também passado. E de geração em geração o Avô Cantigas é uma figura imortalizada, nunca mais descolei dela.

Como surgiu o convite para o Kids Music Fest? E o que podemos esperar do concerto?
Sinto-me orgulhoso por fazer parte deste festival. A plateia vibra ao som das músicas do Avô Cantigas, sempre com um brilhozinho nos olhos, e não é só miúdos, os pais também participam. Embora não esteja tão presente atualmente nos media, eu sei que eles me seguem: algumas canções no YouTube somam mais de 30 milhões, como o da versão do “Doidas andam as Galinhas”. E é esse tipo de animação que espero transmitir.

Já tem planos para o verão? 
Sim, tenho, até porque o Avô Cantigas não pára. Posso adiantar-vos que já estou em estúdio a preparar novos singles para a criançada e não só.