na cidade

Lisboa já arrecadou 31 milhões de euros com a taxa turística

A taxa começou a ser cobrada em janeiro de 2016 pela autarquia a todos os operadores turísticos da cidade, inclusive à Airbnb.

Já passaram dois anos.

Em 2014, a Câmara Municipal de Lisboa decidiu aplicar uma taxa turística que se traduzia numa cobrança de 1€ por noite, por pessoa. A cobrança começou a ser feita em janeiro de 2016 e, dois anos depois, chegam os valores oficiais arrecadados pela autarquia: mais de 31 milhões de euros.

Os valores foram avançados pelo vereador das Finanças, João Paulo Saraiva, numa conferência de imprensa de apresentação do Relatório e Contas de 2017, que decorreu nos Paços do Concelho. Durante a sessão, Saraiva explicou que só durante o ano passado a autarquia encaixou 18,5 milhões de euros. 

“Este foi o primeiro ano em que foi feita a cobrança o ano inteiro e com todos os operadores”, explicou o vereador, citado pelo site “Publituris”, referindo-se não apenas a hotéis e alojamentos locais mas também à Airbnb.

No mesmo evento, o vereador falou ainda da possível taxa de 1€ a ser aplicada às chegadas por via aérea e marítima, referindo que esta medida ainda não entrou em vigor, embora a aplicação dessa tarifa já esteja prevista no plano de contas da Câmara Municipal. 

“Estamos a reequacionar essa questão”, explica. “Existe uma dificuldade operacional para montar o sistema e quando tivermos uma solução, iremos voltar a ela.”

Foi ainda abordada a questão da devolução da Taxa Municipal de Proteção Civil. Saraiva afirmou que estão por devolver 14,3 milhões de euros, dos 58 milhões que a autarquia irá devolver aos lisboetas. 

“Já fizemos as diligências para que as pessoas possam entregar os elementos que precisamos para fazer a devolução”, explicou o vereador, citado pelo “Jornal de Negócios”.