NiTfm live

Na cidade

Cidadãos contra novo mega empreendimento turístico em Vilamoura

Movimento diz que a Cidade Lacustre é um "atentado ambiental".
Residentes preocupados com mais um projeto (foto da Marina, meramente ilustrativa).

Vai nascer mais um empreendimento turístico de grande escala em Vilamoura. No entanto, o projeto está a ser muito contestado e até já foi criado um movimento, composto por cidadãos e ambientalistas, que tem como objetivo travar a sua construção.

O novo empreendimento chama-se Vilamoura Lakes — ou Cidade Lacustre — e está em consulta pública até esta segunda-feira, dia 9 de setembro. Segundo a informação avançada por vários jornais regionais, está previsto que a construção seja feita junto à Ribeira de Quarteira, ocupando uma área de 57,4 hectares.

O que ali se pretende criar é, adianta o “Barlavento“, uma nova cidade turística com lagos artificiais. Isto irá destruir toda uma zona húmida no Algarve com elevada riqueza ambiental, patrimonial e social, defende o movimento de cidadãos Pela Ribeira de Quarteira.

O “Sul Informação” adianta que o projeto inclui residências, camas turísticas, restaurantes e até quatro zonas de lagos, numa zona sensível do ponto de vista ambiental. 

A associação ambientalista Almargem também contesta a obra, que representa um investimento total de 670 milhões de euros.