NiTfm live

Na cidade

Vem aí a Páscoa e o governo avisa que vai apertar restrições à circulação

António Costa falou no "Programa da Cristina" e avisou que abril vai ser "perigosíssimo". Também já há planos para vídeo-aulas.
Fiscalização vai aumentar.

A Páscoa está à porta e o primeiro-ministro vai alertando: o governo vai “apertar um bocadinho” e clarificar as regras de circulação, sobretudo neste período, até porque abril vai ser um mês “perigosíssimo” em termos de propagação da Covid-19.

António Costa anunciou esse passo do Governo no “Programa da Cristina”, de Cristina Ferreira na SIC, depois de questionado sobre em que moldes se iria prolongar por mais 15 dias o estado de emergência em Portugal.

Citado pela Lusa, explicou: “vamos adotar medidas mais claras para que as pessoas percebam que no período da Páscoa não podem mesmo andar a circular e devem ficar na sua residência permanente. Acho que vamos ter de apertar um bocadinho, dando um sinal mais claro de que não é mesmo época para andarmos de um lado para o outro”, declarou o primeiro-ministro.

Sobre a questão da educação, o primeiro-ministro reiterou que o governo está a preparar uma solução assente na Televisão Digital Terrestre (TDT) para assegurar as aulas no período em que as escolas estão encerradas por causa da pandemia. Mas é uma coisa muito difícil. Quando havia tele-escola [décadas de 70 e 80] havia meia dúzia de disciplinas, mas agora há dezenas de disciplinas e é muito difícil organizar grelhas”, justificou.

Confrontado com o receio de famílias e de alunos de perderem o ano escolar por causa da suspensão das aulas presenciais, Costa afastou essa possibilidade.