Back in town

Vários carros bloqueados e dezenas de multas lançam o caos na Arrábida

30 condutores multados, cinco carros removidos e 12 bloqueados. Foi assim o feriado nas praias de Galapinhos e Galapos.

Podia ter sido um dia tão bom de praia.

Passava pouco da uma da tarde desta quinta feira, 15 de junho, quando se começaram a ouvir as primeiras buzinas junto das praias de Galapos e Galapinhos, em Setúbal. Para quem estava tranquilamente a apanhar sol, o cenário era normal.

“Aos fins de semana ou feriados é sempre assim. A partir da hora do almoço instala-se o caos, com carros a estacionarem por todo o lado. Por isso, não estranhei”, conta à NiT André Calvinho.

O que parecia ser mais um “dia normal” com temperaturas a rondar os 40 graus na serra da Arrábida, depressa se transformou num cenário aterrador. “GNR a multar todos os carros na serra da Arrabida junto as praias, inclusive a bloquear rodas! Estão a começar pela parte de cima dos Galapinhos ja há mais de 30 carros bloqueados”, escreveu Tó Pereira no grupo de Facebook Operação STOP SETÚBAL.

“Passei pelo local por volta das 14 horas e apenas estavam bloqueados os carros em sentido contrário. Os carros estacionados no mesmo lado da faixa de rodagem no sentido correto e obrigatório, não estavam bloqueados. A multa foi aplicada por volta das 10h da manhã e às 14 a GNR ainda se encontrava ali perto…”, respondeu minutos depois Teresa Reisinho.

Era o início do caos, com centenas de pessoas a subirem rapidamente as longas escadas que dão acesso à praia de Galapinhos, com medo de terem o carro bloqueado e outras a publicarem stories no Instagram. 

arrábida
Uma storie partilhada por populares

A época balnear nas praias de Setúbal começou no passado 10 de junho. Desde aí e até 17 de setembro os veículos — exceto autocarros e táxis — não podem inverter a marcha em direção a Setúbal até às 20 horas. O estacionamento também é bastante condicionado.

Mas parece que ninguém está a respeitar estas indicações. “Este foi apenas o primeiro dia do resto do verão. Vai acontecer isto sempre. Fazemos um esforço enorme para cumprir o nosso papel, mas é difícil com poucas ajudas e dinheiro”, explica à NiT o Tenente Coronel Nortadas do Comando Territorial de Setúbal.

De acordo com o Tenente Coronel, esta quinta feira, foram multados 30 condutores por mau estacionamento — cinco com o veículo removido e 12 bloqueados. 

A opinião dos moradores está dividida. Há quem considere o comportamento da GNR de bloquear carros “completamente descabida, visto que as pessoas não têm outro sítio para estacionar”, mas também há quem a elogie nas redes sociais. “Até que enfim que alguém tenta acabar com a vergonha de estacionamento em todas as praias da serra, algo tem que ser feito e o maior problema não é arranjar mais estacionamento​, mas colocar mais transportes, de modo a se ter alternativa aos veículos particulares. Até digo mais: apenas deveria ser possível transitar de moto, bicicleta ou a pé, apenas veículos públicos”, escreveu José Carlos Rosa, no Facebook Operação STOP SETÚBAL.

Para a maioria das pessoas que vão com regularidade para as praias da Arrábida, o maior medo é mesmo apanhar um acidente e ficar horas parado na estrada. Às vezes pode ser ainda pior.

“Já vi uma ambulância não conseguir passar por causa dos carros mal estacionados. E isso é grave e pode mesmo ter um desfecho dramático”, conta André Calvinho. 

Este foi o primeiro dia de 2017 em que os setubalenses e visitantes se depararam com este cenário. Não será, de todo, o último. “Há uns anos foi feito um relatório pormenorizado sobre todas as dificuldades de acesso à Serra da Arrábida. Explicámos tudo e referimos que se houvesse um incêndio, os bombeiros não conseguiam ir até lá. Até agora não tivemos resposta”, diz à NiT o Tenente Coronel Nortada.

Felizmente, nesta quinta feira, não se registaram incêndios, mas houve situações surreais, como a de vários condutores a empurrarem um carro do sítio onde estava estacionado para que um autocarro pudesse passar. Além disso, conta o Tenente Coronel Nortadas, “duas ambulâncias tiveram de ir até às praias e se houve dificuldade em lá chegar, isso piorou na hora de voltar para Setúbal”.

Perante o caos, a GNR deixa uma alternativa simples: “Nós só queremos o melhor para os cidadãos, por isso sugerimos que, a partir das oito horas, não levem o carro. Deixem-nos no parque da Secil e apanhem o autocarro até à Figueirinha”. 

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo