NiTfm live

Na cidade

Vem aí um cartão que é uma espécie de via verde para os transportes públicos

A modalidade de pagamento posterior pode chegar já entre este mês e o próximo à Carris e Metro de Lisboa.

Esta é uma das medidas tomadas pela autarquia para melhorar a mobilidade em Lisboa.

Que levante o braço quem nunca perdeu o metro por ter de comprar o bilhete e acabou a esperar — o que pareceu uma eternidade — pelo próximo. Mas esta situação não vai precisar de se repetir, pois, em breve, será introduzido um novo cartão, o Viva Go, cujas viagens serão cobradas diretamente da conta.

Foi durante o encontro “Conversas de Inovação”, organizado pelo Expresso e pela BP, que Miguel Gaspar, vereador da Mobilidade e Segurança da Câmara Municipal de Lisboa, revelou o desenvolvimento deste cartão: “espero lançar um pós-pago já este ano, entre outubro e novembro. Basicamente, é um cartão com o qual ando à vontade nos transportes públicos e que faz o débito direto em conta, como se fosse uma espécie de via verde”.

De acordo com o jornal Expresso, este irá funcionar apenas na Carris e no Metro, transportes nos quais os preços não variam de acordo com a distância ou destino. Para o adquirir precisa de ter o cartão Lisboa Viva, na versão de plástico, e adaptá-lo a esta nova modalidade.

Esta é apenas uma das várias soluções que a autarquia encontrou para melhorar a mobilidade na cidade e aumentar a utilização de transportes públicos. Além do cartão, está a ser desenvolvido, em colaboração com a Câmara Municipal de Cascais, um corredor com prioridade para os autocarros na A5, o BRT. Este não resultará da supressão de uma das vias desta autoestrada, mas sim do alargamento da A5, o que será uma realidade, segundo Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, em dois anos — ainda que Miguel Gaspar acredite que levará mais um ano a estar pronto.